Justiça

Justiça marca audiência para ouvir testemunhas e acusado de feminicídio em Murici

O homicídio de Carla Janiere aconteceu com ela sendo alvejada na cabeça por diversos tiros dentro da loja que havia inaugurado com o marido.

Publicado:


Vitima de homicidio e seu marido - @Reprodução
Vitima de homicidio e seu marido - @Reprodução

A Justiça marcou para o dia 12 de março a audiência de instrução e julgamento envolvendo Jeferson Marco Timóteo, sob acusação de assassinar Carla Janiere da Silva Barros. O crime, que chocou a cidade de Murici em novembro de 2023, ocorreu dentro do estabelecimento comercial do casal. A audiência visa avaliar as evidências e ouvir declarações do acusado, peritos, além de testemunhas de defesa e acusação.

O homicídio de Carla Janiere aconteceu com ela sendo alvejada na cabeça por diversos tiros dentro da loja que havia inaugurado com o marido. Uma discussão intensa entre o casal precedeu o crime, com uma funcionária do estabelecimento registrando em vídeo a postura agressiva de Jeferson, que inclusive vandalizou parte do comércio durante a discussão.

Sentindo-se ameaçada naquele dia, Carla enviou uma mensagem para a empregada, identificada apenas como Débora, expressando seu temor em relação ao comportamento de Jeferson e solicitando que informasse sua família sobre o ocorrido. Após cometer o crime, Jeferson tentou se esconder no local, fingindo-se de morto, numa tentativa falha de despistar a polícia, o que resultou em sua prisão imediata.

Detido desde então, Jeferson Marco Timóteo foi formalmente acusado pelo Ministério Público de Alagoas de feminicídio, aguardando julgamento.

Assuntos

Murici

Comentários


    Entre para nossos grupos

    Telegram
    Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
    WhatsApp
    Entre e receba as notícias do dia
    Entrar no Grupo


 
 
 
Especiais

Especial
Livro ensina técnica de leitura usada por Sherlock Holmes para expandir a memória

Aprenda a Melhorar sua Memória, Lendo até 10 Vezes Mais Rápido e Retendo Até 100% do Conteúdo


veja também

João Lyra – © Reprodução
Justiça
STF suspende processo de falência da Laginha

O STF agora aguarda mais informações para decidir se o caso permanecerá sob a jurisdição do TJAL ou se será transferido para o Supremo


Ex-policial militar Samuel da Silva foi condenado a 38 anos e seis meses de reclusão
Justiça
Ex-PM que matou jovem em carnaval de Murici é condenado a 38 anos de reclusão

Bruno Macena foi assassinado durante uma confusão no desfile do Bloco Tudo Azul, em 2012, em Murici.


Matheus Soares Omena dos Santos confessou ter matado o próprio filho | @ Reprodução
Justiça
Caso Anthony: pai que matou filho envenenado vira réu

Além disso, o acusado também pode perder o direito de exercer seu papel de pai, uma vez que sua atual companheira está grávida.


Usina Laginha - @Reprodução
Justiça
Juíza que atua no caso da Usina Laginha é afastada pela Corregedoria

O TJ/AL ainda não se pronunciou oficialmente sobre a decisão. A juíza Emanuela Porangaba também não comentou o caso até o momento.


Pai do Anthony planejou o crime sozinho | @ Reprodução
Justiça
Caso Anthony: pai que envenenou filho de 4 anos é indiciado por homicídio qualificado

O crime tem sido tratado pela polícia como homicídio qualificado majorado em 2/3 pela criança ter menos de 14 anos de idade.