publicidade
publicidade
Justiça

Dívidas de credores trabalhistas da Laginha devem ser quitadas nas próximas semanas

Anúncio veio após reunião no TRT, que renovou o acordo de cooperação institucional entre o órgão e a 1ª Vara de Coruripe.

Publicado:


O objetivo do acordo foi facilitar e dar celeridade ao pagamento dos credores trabalhistas inscritos no processo falimentar | © Assessoria
O objetivo do acordo foi facilitar e dar celeridade ao pagamento dos credores trabalhistas inscritos no processo falimentar | © Assessoria
publicidade
publicidade

Um acordo de cooperação institucional entre o Tribunal Regional do Trabalho da 19ª Região (TRT/AL) e a 1ª Vara de Coruripe, responsável pelo processo de falência do Grupo Laginha, vai garantir o pagamento de 3.402 credores trabalhistas nas próximas semanas.

Os termos do acordo foram definidos em uma reunião realizada nesta quinta-feira (13/01), que contou com a presença do presidente do TRT/AL, desembargador Marcelo Vieira, e o juiz de Direito Luciano Andrade de Souza, integrante da Comissão do Processo Falimentar.

Pela proposta, haverá celeridade para o pagamento de valores até 150 salários mínimos. Serão depositados na conta da Justiça do Trabalho R$ 10,2 milhões, que são suficientes para extinguir todos os processos em fase de execução.

Segundo o administrador judicial Igor Telino, neste primeiro momento, todas as reclamações trabalhistas em tramitação receberão créditos extraconcursais até o limite de 150 salários mínimos, definidos na Lei de Falências, como créditos preferenciais.

A relação de credores – contendo número do processo, nome do beneficiário e valor a ser pago – já foi remetida para a Coordenadoria de Execuções, que irá fazer a individualização dos credores entre as Varas da capital e do interior e enviar os recursos para que sejam feitos os pagamentos.

A falência do grupo Laginha foi decretada em 2014, após a conversão do processo de recuperação judicial, iniciado em 2008. O processo tem atualmente mais de 111 mil páginas, sendo considerado o segundo maior processo falimentar do Brasil. Na área trabalhista, é o maior processo ativo em número de credores.

*Com informações da Assessoria
Usina Laginha em União dos Palmares| ⬆ © Reprodução

Usina Laginha em União dos Palmares| ⬆ © Reprodução

veja também

Viaturas da Polícia Civil | © Márcio Ferreira/ Secom
Justiça
Justiça de Alagoas nega pedido para determinar retomada do concurso da PC

O juiz entendeu que não foi demonstrado risco de danos aos cofres públicos, nem a falta de motivação do ato que anulou provas.


Deputado estadual Paulo Dantas  -  @Reprodução
Justiça
Justiça marca audiência no processo de Paulo Dantas contra Baixinho Boiadeiro

Baixinho acusou Paulo Dantas e sua esposa, Marina Dantas, de serem os mandantes da morte de seu pai em 2017.


Promotor Dadado, Juiz Alberto Ramos e Géo Cruz - Redes sociais
Justiça
O ex-prefeito de Ibateguara que é amigo do juiz e do promotor

Geo Cruz participou da confraternização do Poder Judiciário a convite do juiz.


Bolsonaro e Silas Malafaia - reprodução
Justiça
Homem se passa por Silas Malafaia e denuncia autoridades com foro no MPF

O falso Malafaia fez pelo menos 6 Denúncias de Fato no Ministério Público Federal.


Hitalo Galvão - @reprodução
Justiça
Caso Hítalo: TJ/AL anula Júri Popular que ignorou provas contra marchante

O Ministério Público alegou que houve "contradição às provas nos autos"