Crime

Recompensa por brasileiro foragido nos EUA supera R$ 120 mil

A polícia destacou que Danilo já demonstrou habilidade em se esconder em áreas rurais

Publicado: | Atualizado em 12/09/2023 08:38


Danilo Cavalcante flagrado por câmeras de segurança
Danilo Cavalcante flagrado por câmeras de segurança

A busca por Danilo Cavalcante, um cidadão brasileiro foragido desde 31 de agosto após sua fuga de uma prisão nos Estados Unidos, intensificou-se com uma recompensa substancial de $25 mil dólares, aproximadamente R$123 mil reais, sendo oferecida por informações que levem à sua captura.

Durante uma coletiva de imprensa, autoridades policiais enfatizaram a necessidade da cooperação do público, encorajando as pessoas a fornecerem qualquer informação relevante sobre o paradeiro de Danilo. Além disso, pediram que a comunidade verifique suas câmeras de segurança e entre em contato com a polícia caso suspeitem de qualquer avistamento.

A polícia divulgou que Danilo Cavalcante esteve envolvido em uma tentativa recente de roubo de veículo, sugerindo que ele continua cometendo crimes desde sua fuga. Embora não tenha sido visto desde o último sábado (9), as autoridades acreditam que ele ainda possa estar na Pensilvânia, uma vez que não possui os recursos para deixar a região.

O tenente-coronel George Bivens, da região de Chester County, advertiu que qualquer pessoa que tenha ajudado Danilo pode ser responsabilizada legalmente. Além disso, a irmã de Danilo, que estava em situação irregular nos EUA, encontra-se sob custódia e será deportada.

A região de Chester County, onde as buscas se concentram, apresenta vastas áreas verdes e possíveis esconderijos, o que torna a captura do fugitivo um desafio ainda maior.

“Apelamos à comunidade para que permaneça vigilante nas áreas em que estamos conduzindo as buscas. Recomendamos que as portas de suas residências sejam trancadas e que cuidem das chaves de seus veículos. Se possuírem qualquer informação relevante, não hesitem em entrar em contato conosco”, declarou o tenente-coronel George Bivens.

Danilo Cavalcante foi incluído na lista vermelha da Interpol, que fornece informações de identificação e descrição física do fugitivo, informando que ele tem 1,52 metro de altura e pesa 54 quilos.

A polícia destacou que Danilo já demonstrou habilidade em se esconder em áreas rurais, tendo trabalhado como lavrador e se refugiado na mata após cometer um homicídio em 2017 no estado do Tocantins, Brasil.

Crime no Brasil e Fuga para os EUA

Danilo Cavalcante, natural do Maranhão, mudou-se com familiares para o estado do Tocantins, onde trabalhou como lavrador. Em 5 de novembro de 2017, ele cometeu o homicídio de Walter Junior, alegadamente devido a uma dívida da vítima. O crime ocorreu em um trailer de lanches na cidade de Figueirópolis (TO), a aproximadamente 260 km de Palmas.

Uma semana após o crime, Danilo teve sua prisão preventiva decretada pelo Ministério Público, tornando-se um foragido. Em janeiro de 2018, ele conseguiu fugir para os Estados Unidos. Sua partida do Brasil foi possível porque, na época de sua saída do aeroporto de Brasília, a Justiça do Tocantins ainda não havia registrado o mandado de prisão no sistema nacional, limitando a determinação ao âmbito estadual. O registro nacional só foi efetuado em junho de 2018, sete meses após o crime.


Comentários


    Entre para nossos grupos

    Telegram
    Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
    WhatsApp
    Entre e receba as notícias do dia
    Entrar no Grupo


 
 
 
Especiais

Especial
Livro ensina técnica de leitura usada por Sherlock Holmes para expandir a memória

Aprenda a Melhorar sua Memória, Lendo até 10 Vezes Mais Rápido e Retendo Até 100% do Conteúdo


veja também

Anna Luisa Pantaleão Santos, uma jovem transexual morta em São Paulo
Crime
Motorista que matou jovem trans alagoana em SP pode ser levado a júri popular

Lúcio Douglas foi denunciado pelo Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) pelos crimes de homicídio doloso e ocultação de cadáver.



Diego Bomfim | © Reprodução
Crime
Diego Bomfim, irmão de Sâmia Bomfim, e mais dois médicos são assassinados no Rio de Janeiro

A Polícia Civil do Rio de Janeiro não descarta um provável caso de execução.


Daniel Moraes Bittar, de 42 anos, confessou o crime | @ Reprodução
Crime
Pedófilo que sequestrou menina de 12 anos no DF fazia campanha contra pedofilia nas redes sociais

O homem sequestrou e abusou sexualmente da criança em um apartamento na região da Asa Norte, no Distrito Federal.


Produtor Bruno Rodrigues, principal suspeito da morte de Jeff Machado | © Reprodução
Crime
Principal suspeito da morte de Jeff Machado é preso após duas semanas foragido

Bruno estava foragido desde a expedição do mandado de sua prisão em 1º de junho.