publicidade
publicidade
União dos Palmares

Mãe de jovem acusado de agredir o pai em União dos Palmares sai em defesa do filho

A servidora pública explicou que os ferimentos causados no rosto do ex-marido, foi por conta de uma queda

Publicado: | Atualizado em 27/12/2018 13:43


União dos Palmares – A equipe do BR104, esteve no conjunto Nova Esperança, no município de União dos Palmares, na Zona da Mata de Alagoas, na casa da servidora pública Vilma Maria dos Santos Lima, de 42 anos. Ela esclareceu o caso – já mostrado em outra reportagem, sobre a agressão cometida pelo filho ao seu ex-companheiro.

O drama, na verdade, começou há cerca de 22 anos, quando Vilma iniciou um relacionamento com João Veras de Lima, de 51 anos. Em agosto deste ano, o casal deu início ao processo de separação. Segundo a servidora, a relação entre os dois sempre foi bastante conturbada, e quando bebia, ele se tornava um homem agressivo.

Esse já é o segundo casamento dele, o primeiro acabou por conta que ele agredia a ex. Ele é desempregado, e até hoje eu que mantenho tudo dentro de casa. Sempre fui relevando essa situação, porque eu queria que meus filhos ficassem perto do pai. Muitas vezes, eu deixava de trabalhar por estar com problemas em casa”, contou.

De acordo com Vilma, o ex-companheiro, por conta do vício do álcool, está passando por sérios problemas de  saúde, e por esse motivo, ela nunca fez uma denúncia formal à polícia, pois não tinha a intenção de prejudicá-lo. Em outra situação, a polícia chegou a ser acionada pelos próprios vizinhos. Ela contou ainda, que mesmo separados, João a importunava.

+ Suicídio: Homem morre ao se jogar na frente de caminhão em Branquinha

Ele tá daquele jeito, mas eu já passei por isso. Meus filhos não andam bebendo, e estão desempregado por falta de oportunidade. Eles não são malandros. Meus filhos presenciaram toda minha vida; todas as agressões verbais e morais. Um exemplo disso, foi quando fui receber minha portaria. Quando cheguei em casa, ele estava bêbado e já veio partindo pra cima de mim. Nesse dia, acabei recebendo dois murros no rosto”, relatou.

Bastante emocionada, ela explicou o que teria ocorrido na noite da última quinta-feira (6), em sua residência, quando João deu entrada no Hospital São Vicente de Paulo, no Centro do município, com marcas que seriam de uma possível agressão, que supostamente teria sido cometida pelo filho, Breno Simyone, de 22 anos.

Forro do teto também foi danificado (Crédito: Josenildo Feitosa/BR104)

No entanto, em entrevista ao BR104, Vilma relatou que dias antes do fato, ela tinha recebido seu salário, pago suas contas e, no fim de tudo, acabou sobrando uma quantia em dinheiro, no valor de R$ 150, que seria utilizado para uma visita ao médico. O então ex-companheiro, que faz manutenção em impressoras, pediu o dinheiro emprestado para pagar o conserto das máquinas.

Eu dei o dinheiro a ele. Quando foi na quinta-feira pela manhã, ele chegou aqui em casa com os R$ 150. Ainda na quinta, só que à tarde, ele pediu para que meu filho fosse resolver umas coisas pra ele, e saiu com o Jaidan – filho dele mais velho – para beber. Quando ele voltou pra casa, já pela noite, chegou totalmente bêbado.”

Ainda durante a entrevista, Vilma contou que havia saído e na volta encontrou o ex-companheiro sentado no sofá, e pediu para que ele fosse embora, já que o mesmo estava embriagado e iriam juntos ao médico no dia seguinte. João negou e pediu metade do dinheiro, dizendo que só sairia com a quantia exigida.

“Ele pediu a metade, mas pra eu viajar não daria. A insistência foi tão grande, que acabei dando R$ 50. Depois que eu dei o dinheiro, ele pediu os outros R$ 100, quando eu dei, ele voltou a pedir os R$ 50. Nisso, ele ficou xingando a mim e a meu filho. Eu já tinha dado todo o dinheiro e acabei ficando sem nada.”

A confusão generalizada teve início quando a servidora tentou tirar o dinheiro que estava na mão do ex-companheiro, que puxou sua blusa e lhe deu um tapa no rosto. Vendo a situação e temendo algo pior, Breno tentou intervir e acabou batendo com a mão na testa do pai, formando um coágulo.

Chave de fenda e blusa rasgada (Crédito: Cortesia ao BR104)

Depois disso, ele partiu pra cima do meu filho, que o empurrou no sofá. Ele ficou dizendo que iria matá-lo, pegando uma chave de fenda que estava dentro de uma bolsa no sofá da sala. Então, Breno saiu correndo, fugindo pela porta dos fundos da casa, que por sorte estava aberta. João pegou a chave de fenda, quebrou o vidro da porta e acabou cortando a mão.”

Dando continuidade a entrevista, a servidora explicou que os ferimentos causados no rosto, foi por conta de uma queda, no momento em que Breno percebeu um descuido do pai e tentou tirar o objeto da mão dele. O homem acabou caindo com o rosto no chão, causando os ferimentos.

Na residência, Vilma mostrou os danos causados por João durante outras brigas do casal, onde os vidros das portas estavam quebrados, televisão quebrada e o forro da residência danificado. Ela chegou a dizer que o ex-companheiro queimou todas as suas roupas em outra discussão.

Quanto ao caso, o advogado da servidora entrou com ação de defesa, já que a vítima registou um Boletim de Ocorrência na delegacia do município, acusando Breno de agressão. O caso está sendo acompanhado pelo delegado Valter do Nascimento Rocha. As partes envolvidas serão ouvidas durante o decorrer da semana.

Porta da frente da casa também foi danificada por João em outra confusão (Crédito: Josenildo Feitosa/BR104)

veja também

Técnico do SAAE | © Reprodução
Chuvas em Alagoas
Abastecimento de água em União deve voltar gradativamente neste final de semana

Técnicos estão trabalhando na manutenção das bombas para liberar a água o mais rápido possível para a cidade.


Prefeitura de União realiza entrega de cestas básicas | © Reprodução
União dos Palmares
Prefeitura de União realiza entrega de cestas básicas

Além das cestas básicas, foram entregues kits de higiene pessoal às famílias de União dos Palmares.


Imagem de bairro em União dos Palmares | © C3
Chuvas em Alagoas
Bolsonaro disponibiliza recursos para apoiar vítimas da enchente em Alagoas

Ao todo, 15 cidades estão aptas a solicitar o auxílio do Governo Federal para ações de socorro e assistência às vítimas das chuvas.


Jovem agoniza até a morte após ser alvejado em União dos Palmares | © BR104
União dos Palmares
Jovem agoniza até a morte após ser atingido por disparos de arma de fogo em União

O crime aconteceu no bairro Roberto Correia de Araújo, em União dos Palmares, cidade da Zona da Mata alagoana.


Vereador Nenzinha, distribui alimentos para famílias afetadas por chuvas em União dos Palmares | © Assessoria
União dos Palmares
Nenzinha distribui lanches para crianças e visita famílias afetadas pela enchente em União

O vereador por União acompanhou de perto o drama das famílias que foram afetadas pela enchente no município.