Saúde

Número de casos de Aids em Alagoas aumenta por 10 anos consecutivos, aponta estudo

O balanço inclui o ano de 2018, mas até o mês de junho. Durante esse período, foram conhecidos 382

Publicado: | Atualizado em 17/12/2018 16:52


O balanço inclui o ano de 2018, mas até o mês de junho. Durante esse período, foram conhecidos 382 (Crédito: Divulgação)
O balanço inclui o ano de 2018, mas até o mês de junho. Durante esse período, foram conhecidos 382 (Crédito: Divulgação)

Alagoas – Os casos de infecção por HIV (Vírus da Imunodeficiência Humana) aumentaram no estado por 10 anos consecutivos, segundo o balanço do Ministério da Saúde (MS). O balanço inclui o ano de 2018, mas até o mês de junho. Durante esse período, foram conhecidos 382.

No Brasil, de 1980 a junho de 2018, foram identificados cerca de 926.742 casos de Aids. O país tem registrado uma média de 40 mil novos casos de Aids nos últimos cinco anos. O número anual de casos da síndrome vem diminuindo desde 2013, quando atingiu 43.269 casos; em 2017 foram registrados 37.791 casos.

De acordo com o Boletim Epidemiológico do MS, no ranking Alagoas aparece sendo o sétimo estado com mais casos de Aids notificados no Sinan. No total, de 2007 a junho de 2018, já foram constatados 2.951 casos. No ano passado, 776 registros de novos casos foram detectados, contra 617 em 2016. Já em 2018, até o mês de junho, cerca de 382 novos casos de HIV foram notificado.

+ Quarto acidente na BR-104 é registrado na Branquinha em menos de uma semana

No Brasil, no período de 2000 até junho de 2018, foram notificadas 116.292 gestantes infectadas com HIV, das quais 7.882 no ano de 2017, com uma taxa de detecção de 2,8:1.000 nascidos vivos.

De 2007 até junho de 2018, foram notificados no Sinan 247.795 casos de infecção pelo HIV no Brasil, sendo 117.415 (47,4%) na região Sudeste, 50.890 (20,5%) na região Sul, 42.215 (17,0%) na região Nordeste, 19.781 (8,0%) na região Norte e 17.494 (7,1%) na região Centro-Oeste. No ano de 2017, foram notificados 42.420 casos de infecção pelo HIV, sendo 4.306 (10,2%) casos na região Norte, 9.706 (22,9%) casos na região Nordeste, 16.859 (39,7%) na região Sudeste, 8.064 (19,0%) na região Sul e 3.485 (8,2%) na região Centro-Oeste.

Também no ano de 2017, o estado registrou uma redução no número de mortes com causa básica Aids, com 141 casos. Já em 2016, foram 150 notificações de óbitos.

Registros de Aids em Alagoas nos últimos 10 anos:

2007: 18 casos
2008: 22 casos
2009: 32 casos
2010: 38 casos
2011: 45 casos
2012: 68 casos
2013: 129 casos
2014: 345 casos
2015: 479 casos
2016: 617 casos
2017: 776 casos


Comentários


    Entre para nossos grupos

    Telegram
    Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
    WhatsApp
    Entre e receba as notícias do dia
    Entrar no Grupo


 
 
 
Especiais

Especial
Livro ensina técnica de leitura usada por Sherlock Holmes para expandir a memória

Aprenda a Melhorar sua Memória, Lendo até 10 Vezes Mais Rápido e Retendo Até 100% do Conteúdo


veja também

Joel de Assis recebeu o tratamento que precisava contra o AVC do tipo isquêmico e teve a vida salva no HGE | @ Thallysson Alves
Saúde
Unidade de AVC do HGE salva a vida de pedreiro que sofreu derrame

Paciente contou com a assistência da primeira unidade exclusiva para o tratamento da doença no Estado de Alagoas


Lula e a ministra - @reprodução
Saúde
Lula autoriza cirurgia no pênis e na vagina pelo SUS e beneficia comunidade trans

De acordo com ativistas, a inclusão desses procedimentos na Tabela de Procedimentos do SUS representa um passo significativo para a garantia de direitos e dignidade das pessoas trans.


As pessoas LGBTQIAPN+ que sofrem violência são acolhidas e assistidas nas Salas Lilás | @ Nildo Lopes/ Ascom Sesau
Saúde
Sesau assegura assistência médica e psicológica para comunidade LGBTQIAPN+

Iniciativas promovidas pela gestão estadual visam à diminuição da desigualdade de acesso à saúde


Evento reuniu profissionais e gestores de saúde municipais de várias cidades da Região III de Saúde | @ Ascom Sesau
Saúde
Caravana da Saúde Mental chega a União dos Palmares

Iniciativa da Sesau reúne profissionais que atuam nos Caps em Alagoas


Paciente fazendo hemodiálise - @Reprodução
Saúde
Municípios de AL que não ofertam tratamento renal pelo SUS entram na mira da Defensoria

A Defensoria Pública concedeu um prazo de 30 dias para que as irregularidades sejam corrigidas.