Política

Senado aprova indicação de Flávio Dino para o STF e de Paulo Gonet para a PGR

A votação, realizada de forma secreta, resultou em 47 votos a favor e 31 contra.

Publicado: | Atualizado em 14/12/2023 11:09


Flávio Dino | Valter Campanato
Flávio Dino | Valter Campanato

Em uma sessão que durou cerca de 10 horas, o plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (13) a indicação do ministro da Justiça, Flávio Dino, para uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF). A votação, realizada de forma secreta, resultou em 47 votos a favor e 31 contra.

Minutos após a aprovação de Dino, os senadores também deram o aval para o nome do subprocurador Paulo Gonet, indicado à Procuradoria-Geral da República (PGR), com um placar expressivo de 65 votos a favor e 11 contra.

Ambos os indicados foram previamente sabatinados na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), onde Flávio Dino obteve 17 votos a favor e 10 contra, enquanto Paulo Gonet recebeu 23 votos a favor e 4 contra.

É importante ressaltar que Flávio Dino obteve o menor número de votos na CCJ desde a sabatina do ministro Gilmar Mendes, em 2002, quando Mendes teve 16 votos a favor e 6 contra.

Durante a sabatina, que se estendeu por mais de 10 horas, tanto Flávio Dino quanto Paulo Gonet buscaram evitar polêmicas e embates com a oposição.

Os próximos passos envolvem a publicação dos nomes no Diário Oficial da União (DOU), dando seguimento ao processo de nomeação para as posições no STF e na PGR.

Após a sessão no Senado, Flávio Dino deixou o local sem prestar declarações à imprensa. Posteriormente, encontrou-se com seus secretários no Ministério da Justiça e posou para uma foto.

Atuação de Flávio Dino no Ministério da Justiça:

Flávio Dino foi anunciado como ministro da Justiça por Luiz Inácio Lula da Silva no início de dezembro de 2022, durante o período de transição governamental. Em seu primeiro discurso no cargo, comprometeu-se a solucionar definitivamente o caso do assassinato da vereadora Marielle Franco, o que não aconteceu.

Nos primeiros dias à frente do Ministério da Justiça, Dino enfrentou a crise gerada pelos atos golpistas de 8 de janeiro. Sua atuação nesse período foi alvo de contestações e críticas por parte dos opositores do governo Lula.

Convocado várias vezes pela oposição para prestar esclarecimentos no Congresso, Dino ganhou notoriedade como “lacrador” devido aos embates com parlamentares oposicionistas durante as sessões no Senado e na Câmara.

Durante sua gestão, Dino elaborou um novo decreto sobre armas, revogando regras definidas na gestão anterior e restringindo o acesso de civis a armamentos e munições. Também determinou operações da Polícia Federal para apreensão de armas irregulares.

Recentemente, contribuiu na elaboração de um decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) para enfrentamento da crise de segurança no país, com foco nos estados de Rio de Janeiro e São Paulo, mobilizando as Forças Armadas para atuar na fiscalização de portos e aeroportos.

Em resposta à morte de uma jovem em um show da cantora Taylor Swift, Dino editou uma portaria para permitir a entrada de garrafas de água para uso pessoal em eventos e tornou obrigatória a oferta gratuita de água em dias de calor intenso.

Quem é Flávio Dino?

Flávio Dino de Castro e Costa, 55 anos, advogado, ex-juiz, professor e político. Natural de São Luís (MA), é formado em Direito pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e mestre pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Dino foi juiz federal entre 1994 e 2006, atuando também como juiz auxiliar no Supremo Tribunal Federal. Em 2007, deixou a magistratura para assumir o cargo de deputado federal (2007-2011). Posteriormente, presidiu a Embratur durante o governo de Dilma Rousseff, de 2011 a 2014.


Comentários


    Entre para nossos grupos

    Telegram
    Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
    WhatsApp
    Entre e receba as notícias do dia
    Entrar no Grupo


 
 
 
Especiais

Especial
Livro ensina técnica de leitura usada por Sherlock Holmes para expandir a memória

Aprenda a Melhorar sua Memória, Lendo até 10 Vezes Mais Rápido e Retendo Até 100% do Conteúdo


veja também

Lula e o presidente do Irã - @Reprodução
Política
A reação de Lula à morte do presidente do Irã

Lula expressou sua tristeza pela confirmação das mortes e estendeu suas condolências às famílias dos mortos


Rodrigo, Vanessa e Neno da Laje - @Reprodução
Política
A dor de cabeça em Neno da Laje

Recentemente, o grupo contratou uma pesquisa para avaliar os nomes de Rodrigo, Vanessa e Fabrícia.


Sebastião de Jesus
Política
Demora de Sebastião de Jesus abre espaço para teorias da conspiração

A mais recente é que ele teria se reunido com membros do grupo ligado ao governo para negociar seu apoio à candidatura de Júnior Menezes.


Raphael Pedrosa - @Reprodução
Política
Justiça cassa o mandato de Raphael Pedrosa 7 dias após posse

O portal BR104 apurou que Raphael Pedrosa estava inapto a assumir o mandato devido à ausência de certidões negativas


Júnior Menezes, Renan Calheiros e Kili
Política
A agenda de Júnior Menezes em Brasília

Como é ano de eleição e Júnior Menezes é pré-candidato a prefeito, a expectativa é de que essa ida a Brasília ao lado de Kil seja com o objetivo de reunir ainda mais apoio para sua candidatura.