Theresa May renuncia ao cargo de premiê do Reino Unido

Ela deixará a liderança do Partido Conservador no dia 7 de junho, abrindo espaço para escolha de um novo premiê


Publicado em: 24/05/19 às 10:09 por Redação | BR104 | Atualizado em 29/07/2019 às 18:36



Ela deixará a liderança do Partido Conservador no dia 7 de junho, abrindo espaço para escolha de um novo premiê — © Reprodução

Reino Unido – Em discurso nessa sexta-feira (24), a premiê do Reino Unido, Theresa May, anunciou que renunciará ao cargo. A primeira-ministra sairá da liderança do Partido Conservador e do Governo no dia de 7 de Junho, não resistindo à pressão em meio ao impasse sobre o Brexit.

O seu pronunciamento aconteceu na sede do governo, em Londres. Ela disse lamentar não ter conseguido finalizar o processo da saída britânico da União Europeia, o brexit, e afirmou ter sido uma honra ser a segunda mulher a ocupar o posto de chefe de governo, “mas não a última”.

“Eu fiz tudo o que eu podia para convencer os parlamentares a apoiarem esse acordo [do Brexit]. Infelizmente, eu não fui capaz de fazer isso. Eu tentei três vezes. Então, hoje eu anuncio que estou deixando a liderança do Partido Conservador e o governo na sexta-feira, 7 de junho. Então, um sucessor pode ser escolhido”, disse May.

May vinha sofrendo uma forte pressão para deixar o cargo — inclusive dentro do seu próprio partido. Agora, os conservadores iniciarão um processo para escolher o novo líder do governo, que iniciar-se-á no dia 10 do mesmo mês e deverá estar concluído em meados de Julho.

+ Em áudio vazado, vereador faz suposta incitação à violência sexual e gera revolta

A primeira-ministra assumiu o posto em julho de 2016, depois da renúncia de David Cameron, fragilizado pelo resultado surpreendente do plebiscito sobre o brexit, um mês antes.

O favorito para ocupar o cargo que será deixado pela premiê é o ex-ministro de Relações Exteriores e ex-prefeito de Londres, Boris Johnson, que liderou a campanha em defesa do Brexit. Johnson já admitiu ter a pretensão de assumir a liderança.