Em Maceió, funcionários da Veleiro paralisam atividades contra atrasos de salários

Os rodoviários afirmam que, além dos salários, a empresa não estaria recolhendo o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS)


Publicado em: 08/08/19 às 8:58 por Redação | BR104 | Atualizado em 08/08/2019 às 8:58



Os rodoviários afirmam que, além dos salários, a empresa não estaria recolhendo o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) — © Reprodução

Maceió — Funcionários da Aviação Veleiro decidiram cruzar os braços e paralisar as atividades na manhã desta quinta-feira (8), para cobrar o pagamento do salário atrasado. De acordo com o  Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários (Sinttro), mais de 15 linhas e 600 trabalhadores estão parado.

Os rodoviários afirmam que, além dos salários, a empresa não estaria recolhendo o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e nem prestou nenhuma explicação à categoria. Esta é a segunda paralisação dos trabalhadores este ano, pelo mesmo motivo.

+ Passagem do transporte complementar terá reajuste de 7,27% em Alagoas

Segundo o presidente do Sintro, Sandro Regis, foi oferecido um cronograma para pagar os trabalhadores a partir de amanhã, mas a categoria não aceitou. “A empresa tem q entender que o salário é essencial pro trabalhador, temos contas para pagar”, disse.

Os trabalhadores permanecem concentrados em frente à sede da empresa, no bairro do Trapiche da Barra. Os funcionários que chegam e vão aderindo ao movimento, estão estacionando os veículos em uma rua lateral próximo ao Estádio Rei Pelé. Não há previsão para o retorno das atividades.