Maceió

Sobe para 284 o núméro de corpos e ossadas no IML de Maceió esperando covas no cemitério

O Ministério Público investiga o caso

Publicado:


Imagem ilustrativa de cadáver no IML - @Reprodução
Imagem ilustrativa de cadáver no IML - @Reprodução

O Ministério Público de Alagoas (MPAL) intensificou suas ações para resolver a questão dos corpos e ossadas acumulados no Instituto Médico Legal (IML) de Maceió. Uma inspeção realizada pela 62ª Promotoria de Justiça da Capital, focada no Controle Externo da Atividade Policial, levou a uma reunião emergencial. Esta contou com a participação do Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos de Alagoas (PLID/AL) com o objetivo de estabelecer estratégias emergenciais para o escoamento dos corpos já necropsiados.

Atualmente, o IML registra um total de 285 corpos, o que evidencia a urgência de medidas eficazes. A promotora de Justiça Karla Padilha destacou a gravidade da situação, apontando para a responsabilidade do IML em realizar exames, e não armazenar cadáveres, o que se tornou um problema de saúde pública.

O diretor do IML, Felipe Porciúncula, reportou ao MPAL a existência de corpos e ossadas oriundos tanto da capital quanto de outros municípios alagoanos, acumulados devido à dificuldade de registros informatizados. A falta de cruzamento de dados entre os cadáveres já identificados e não reclamados com o sistema Sinalid foi um ponto crítico identificado durante a visita do Ministério Público ao IML.

A promotora e coordenadora do Plid, Marluce Falcão, enfatizou a importância da cooperação entre diferentes órgãos para identificar e localizar familiares dos falecidos, apontando para a necessidade de uma ação coordenada e proativa.

Um estudo técnico preliminar revelou a necessidade de inumar em média 120 corpos pelo IML. Com isso, a longo prazo, seriam necessárias 360 gavetas para atender à demanda. No momento, o IML conta com um total de 99 gavetas disponíveis, deixando uma defasagem que impede a resolução do problema.

Assuntos

Maceió

Comentários


    Entre para nossos grupos

    Telegram
    Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
    WhatsApp
    Entre e receba as notícias do dia
    Entrar no Grupo


 
 
 
Especiais

Especial
Livro ensina técnica de leitura usada por Sherlock Holmes para expandir a memória

Aprenda a Melhorar sua Memória, Lendo até 10 Vezes Mais Rápido e Retendo Até 100% do Conteúdo


veja também

Laura Lima relatou o ocorrido em seu perfil no Instagram | @ Reprodução
Maceió
Mãe de autista diz que filho foi impedido de brincar com o pai em espaço de brinquedos de shopping

Segundo Laura Lima, uma funcionária não entendeu a necessidade do seu filho de brincar com o pai para conseguir socializar e se divertir.


Cemitério Nossa Senhora da Piedade, no bairro do Prado — © Ascom Sudes
Maceió
Sem vagas em cemitério, Maceió tem 120 corpos acumulados no IML

Segundo a promotora de Justiça, Karla Padilha, a imensa maioria dos corpos são de indigentes


Barra de ferro atingiu ombro de mulher em Maceió | @ Reprodução
Maceió
Mulher é ferida após barra de ferro se soltar de um prédio em construção, em Maceió

Segundo informações, a vítima estava passando pela calçada no momento em que o objeto caiu sobre ela.


Navio-Veleiro Cisne Branco | @ Marinha do Brasil
Maceió
Navio-Veleiro ‘Cisne Branco’ está aberto à visitação no Porto de Maceió

As visitas podem ser feitas das 12h às 17h deste sábado (16), e das 10h às 17h deste domingo (17).


Navio-Veleiro Cisne Branco | @ Marinha do Brasil
Maceió
Navio-Veleiro ‘Cisne Branco’ estará aberto à visitação em Maceió

Conhecido como “Embaixada Brasileira no Mar”, o NVe “Cisne Branco” exerce funções diplomáticas e de Relações Públicas