Argentina elimina Venezuela e vai disputar vaga para a final com o Brasil

A seleção argentina venceu a Venezuela por 2 a 0, e garantiu vaga na semifinal da Copa América


Publicado em: 29/06/19 às 9:58 por Johny Lucena | BR104 | Atualizado em 29/07/2019 às 21:32



Argentina vence Venezuela e enfrenta o Brasil na semifinal — © Reprodução/Internet

O adversário do Brasil já foi definido. Argentina disputa a semifinal com a seleção brasileira visando a grande final da Copa América. Nessa sexta-feira (28), a Argentina eliminou a seleção venezuelana por 2 a 1, no estádio Maracanã.

A vitória levou a seleção argentina para a próxima fase e agora Messi e companhia encara o time do técnico Tite nas semifinal. O clássico está previsto para acontecer na próxima teça-feira (2) às 21h30, no estádio Mineirão em Belo Horizonte.

Ao contrario das partidas anteriores, a Argentina fez um belo jogo no Maracanã nessa sexta-feira, mesmo assim, ainda sofreu no segundo tempo com os contra-ataques dos venezuelanos.

+ Brasil garantiu nos pênaltis vaga para as semifinais da Copa América

Nas arquibancadas os torcedores fizeram sua parte, as cores que predominavam no estádio foram o azul e branco da Argentina. Mais a Venezuela também teve seu público presente vestido com cores vinho.

Além deles, alguns torcedores também apareceram no estádio com camisas da seleção brasileira, outro com a do Barcelona. Mas esses torcedores não estavam ali para torcer para Argentina ou Venezuela, e sim para ver atuação de Lionel Messi.

O camisa 10 da seleção argentina foi 5 vezes o melhor jogador do mundo, Messi voltou ao Maracanã após sua primeira vez no estádio na Copa do Mundo em 2014. Na época, o jogador foi decisivo na estreia ao marcar o gol da vitória por 2 a 1 sobre a Bósnia. No entanto, a Argentina não conseguiu segurar o Título da Alemanha na decisão final.

Após o confronto dessa sexta-feira, Messi voltou a criticar os gramados dos estádio brasileiros que estão sediando a Copa América. Segundo ele, os gramados são ruins e impedem os passes corretos dos jogadores.

“Está sendo uma Copa América muito complicada, há mais disputa do que jogo como eu dizia. Os campos são muito ruins, não te dão um bom jogo. Há muita gente no meio, e para sair disso tem que jogar rápido, com um ou dois toques. E com esses jogos não se pode conduzir. Mas é o que há, temos que lidar com isso“, disse o jogador do Barcelona.