publicidade
publicidade
Chuvas em Alagoas

Enchente atinge igreja, destrói casas e deixa desabrigados em Rocha Cavalcante

Após o nível do Rio Mundaú baixar, foi possível perceber os danos provocados pela enchente no distrito palmarino.

Publicado: | Atualizado em 05/07/2022 16:27


O distrito de Rocha Cavalcante, em União dos Palmares, foi uma das localidades afetadas pelas fortes chuvas que caíram no município nos últimos dias. Uma equipe de reportagem do BR104 esteve no local e acompanhou de perto os danos provocados pela enchente.

Após o nível do Rio Mundaú baixar, foi possível perceber os estragos deixados na região. Os moradores, junto com as equipes de Infraestrutura da cidade e voluntários, uniram forças para remover os entulhos, a lama e os pertences que foram totalmente destruídos pelas águas.

A cena de filme se repetiu mais uma vez para alguns moradores da região, como é o caso de Nice. Ela falou que, mesmo fazendo o cadastro para conseguir uma das casas doadas pelo Governo Federal para as famílias atingidas pela enchente de 2010, ela não foi contemplada, e com isso teve que permanecer na residência e presenciar tudo novamente.

– Agora é limpar e voltar. A gente não tem para onde ir, porque a gente não passou na cheia, não ganhamos casa ali do outro lado [Newton Pereira e Nova Esperança]. A gente tem que ficar aqui mesmo. Fazer o quê? – disse ela.

Comerciantes da região pediram um posicionamento das autoridades do município de União dos Palmares. Segundo eles, cenas como essa podem se repetir. Na casa de uma família foi possível perceber até onde a água chegou, alcançando mais de 2 metros de altura. Marcelo, dono da residência, explicou que os pertences que a família não pôde retirar, não servem mais.

– A gente tem que pedir a Deus forças para continuar, né? Perdemos tudo! O que ficou em casa, não presta mais. Não deu tempo de tirar nada. Estamos sem comer, já foi umas pessoas que deram comida a gente – explicou ele, emocionado.

Uma igreja católica instalada na região não sofreu tantos danos, segundo o padre Lourenço, que dirige a paróquia. De acordo com o religioso, a água não chegou a atingir as imagens sagradas, e os documentos existentes no prédio foram retirados antes do ocorrido.

– Desde sexta-feira estamos preocupados em cuidar da população. Graças a Deus, todos juntos saímos da área de risco. Houve o aumento do rio no sábado, mas todos estávamos prevenidos. Deu para tirar as pessoas de suas casas – disse o padre.

veja também

Ponte sobre o rio Mundaú | © BR104
Chuvas em Alagoas
Semarh registra baixa no rio Mundaú após atingir cota de transbordamento

Por conta das chuvas que caem sobre Alagoas, o rio Mundaú em União dos Palmares voltou a atingir a cota de transbordamento.


BR-316 em Satuba | © Assessoria / PRF
Chuvas em Alagoas
PRF aponta risco iminente de desabamento na BR-316, em Satuba/AL

Risco iminente de desabamento no Km 264, da rodovia BR-316, no município de Satuba.


BR-101 interditada em Novo Lino | © Reprodução
Chuvas em Alagoas
Trecho da BR-101 em Novo Lino é interditado devido as fortes chuvas

O local foi interditado na noite desta quarta-feira (3/08), pela PRF.


Rio Mundaú em União dos Palmares | © Rayane
Chuvas em Alagoas
Mais de 800 famílias palmarinas estão cadastradas para recebimento do Auxílio-chuvas

Mais de R$ 3 milhões de reais serão injetados na economia da cidade pelo Governo do Estado nos próximos quatro meses.


Assistência Social de Murici | © Reprodução
Chuvas em Alagoas
Murici inicia cadastro do Auxílio-chuva para famílias desabrigadas

A cidade foi uma das mais afetadas pela enchente ocorrida no início do mês em Alagoas.