União dos Palmares

Pocilga em área residencial tem tirado o sossego de moradores da Cohab Nova, em União

O esgoto que corre a céu aberto e as pocilgas, provocam um mal cheiro que tem tirado o sossego do moradores

Publicado: | Atualizado em 15/01/2019 15:05


União dos Palmares – Os porcos ficam soltos durante boa parte do dia. O esgoto que corre a céu aberto e as pocilgas, que são os locais onde os animais são criados, provocam um mal cheiro que tem tirado o sossego dos moradores da Rua Francisco Rosendo de Andrade, no bairro da Cohab Nova, no município de União do Palmares.

Segundo os moradores, a situação é antiga e conviver com o problema tem se tornado impossível. “Os donos de pocilga; não são todos, mas um especificamente, que fica em frente a minha cozinha, traz galinha morta, ovos estragados, joga para os animais e vai embora”, denunciou a professora Maria Rita.

A professora ainda contou que por conta do odor que sai da criação de porcos, ela evita levar visitas para casa com vergonha da situação. “O cheiro fica insuportável. Quando as pessoas chegam na nossa casa, nós ficamos com vergonha, tendo que dá satisfação a todo momento”, disse Maria, acrescentando que não é contra a criação, mas quer que os animais sejam levados para locais apropriados.

A dona de casa, Irene Pereira, relatou que o problema é em toda a rua, e que fica difícil até de conversar na porta de casa. “Faz um bom tempo que todos os moradores daqui sofrem com esse problema. A gente não pode nem sentar na porta de casa com esse mal cheiro”, conta.

Em entrevista ao BR104, outra moradora relatou que por conta do problema, o estado de saúde do esposo – que tem asma – tem se agravado ainda mais, já que ele não pode sentir fortes odores. “Meu marido é asmático. Eu também tenho problemas e não posso sentir cheiro muito forte. Tem dia que ninguém pode comer. Diversas vezes tive que vim pra sala pra poder almoçar”.

+ Botijão de gás explode em residência no Conj. Nova Esperança em União dos Palmares

Do outro lado, os donos de pocilgas alegam que dependem dos porcos para sobreviver e que não tem outro local para criar os animais. “Eu não tenho outros meios. O único meio que tem pra pagar minhas contas de água e energia é dessa forma. Se eu parar de criar, eu, minha esposa e meus filhos vamos morrer de fome.”, disse Paulo Sérgio.

“Nós não temos emprego. A gente vende um porco ou dois por mês e compra algo pra comer, além de pagar as contas de água e luz. Quem tem a casa e não tem nada pra comer, não adianta ver a família inteira passar fome. Nós não somos ricos e também não vamos viver numa desgraça dessa”, disse Dailton Bezerra.

A equipe do BR104 tentou entrar em contato com a Prefeitura de União dos Palmares para saber se existe algum tipo de Lei Municipal que impede a instalação de pocilgas, chiqueiros e estábulos em áreas urbanas, mas não fomos atendidos.


Comentários


    Entre para nossos grupos

    Telegram
    Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
    WhatsApp
    Entre e receba as notícias do dia
    Entrar no Grupo


 
 
 
Especiais

Especial
Livro ensina técnica de leitura usada por Sherlock Holmes para expandir a memória

Aprenda a Melhorar sua Memória, Lendo até 10 Vezes Mais Rápido e Retendo Até 100% do Conteúdo


veja também

Rio Mundaú em União dos Palmares - @BR104
União dos Palmares
Chuvas elevam o nível do Rio Mundaú em União dos Palmares

A Semarh alerta para a necessidade de atenção redobrada por parte dos moradores das áreas ribeirinhas, recomendando que sigam as orientações da Defesa Civil​.


Cemitério Público Campo Santo dos Palmares | © Reprodução
União dos Palmares
Dez ossadas são sepultadas no cemitério de União dos Palmares

Essa ação busca resolver o problema do acúmulo de corpos no IML, decorrente da falta de vagas nos cemitérios públicos municipais.


Kil e Júnior Menezes - @Reprodução
União dos Palmares
Ao lado de Júnior Menezes, Kil inaugura a 5ª creche de sua gestão

Ele agradeceu à Câmara de Vereadores pelo apoio na concretização dos projetos


Ex-prefeito Afrânio Vergetti - @Reprodução
União dos Palmares
Parte da família Vergetti desaprova mudança do nome da rodoviária de União

Para esta ala da família Vergetti, a troca de nome é um claro desrespeito à memória do ex-prefeito.


Milton do complementar e Zé Foquinha - @Reprodução
União dos Palmares
Milton do Complementar quer homenagear seu Zé Foquinha em nome da nova rodoviária

Caso aprovado pela Assembleia, o novo nome retira a homenagem ao advogado e jornalista Carlos Povina Cavalcanti, que nomeava a antiga rodoviária de União dos Palmares.