União dos Palmares

Movimento Social ocupa área de risco às margens do Mundaú em União dos Palmares

Uma reunião com o prefeito de União dos Palmares foi agendada para discutir a situação e buscar soluções para as cerca de 60 famílias atualmente acampadas na área

Publicado: | Atualizado em 25/02/2024 10:12


Na antiga Rua da Ponte, acesso ao Taquari, o movimento Frente Nacional de Luta (FNL) ocupou uma área próxima ao Rio Mundaú, em um ato que busca chamar a atenção para a situação de vulnerabilidade de diversas famílias da região de União dos Palmares. O portal BR104 conversou com Cícero, representante do movimento, para entender as motivações e objetivos dessa ocupação.

Segundo Cícero, a iniciativa surgiu da necessidade de enfrentar problemas como dívidas, aluguéis altos, e a falta de acesso a serviços básicos como água e energia. “Pessoal da região de União dos Palmares está aí muito endividado, mais aluguel, questão de conta d’água, energia. Procurou a gente do movimento social da Frente Nacional de Luta para acompanhar junto com essas ocupações,” explicou.

A ação faz parte de uma jornada de luta nacional, visando cobrar tanto do Governo do Estado quanto do município soluções para as famílias em situação de vulnerabilidade. “Não tem nenhum vínculo aqui com o município. Não tá passando nada, questão de recurso, moradia, essas coisas,” destacou Cícero sobre a falta de assistência às famílias.

A ocupação também tem como objetivo pressionar por alternativas habitacionais, como o programa Minha Casa Minha Vida, que está sendo retomado pelo governo. “Está cobrando isso junto com o movimento, essa são aqui uma vida melhor para eles, né, com dignidade,” afirmou Cícero.

As famílias envolvidas na ocupação são descritas como incapazes de arcar com os custos de aluguel e outras despesas, muitas das quais também foram afetadas por problemas como enchentes. “Muitos também já teve percas aqui também na questão de chuvas, essas coisas, e assim não tem nenhuma assistência, é nem de governo, nem do município,” disse o representante do FNL.

Uma reunião com o prefeito de União dos Palmares foi agendada para discutir a situação e buscar soluções para as cerca de 60 famílias atualmente acampadas na área, com expectativas de que mais famílias se juntem à ocupação. Cícero enfatiza a determinação do movimento em ajudar essas famílias a conquistar uma moradia digna: “Essa é a nossa luta, né, lutar para aqueles que realmente precisam ter pelo menos um pouco de dignidade.”

O movimento também levanta críticas à exploração histórica da região por usinas, apontando para a necessidade de políticas públicas que garantam condições de vida adequadas para os trabalhadores e suas famílias. Enquanto aguardam uma resposta do poder público, os ocupantes trabalham na limpeza da área e na montagem de barracos, esperançosos por uma resolução positiva.


Comentários


    Entre para nossos grupos

    Telegram
    Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
    WhatsApp
    Entre e receba as notícias do dia
    Entrar no Grupo


 
 
 
Especiais

Especial
Livro ensina técnica de leitura usada por Sherlock Holmes para expandir a memória

Aprenda a Melhorar sua Memória, Lendo até 10 Vezes Mais Rápido e Retendo Até 100% do Conteúdo


veja também

Júnior Menezes e Jorge Vieira - @Reprodução
União dos Palmares
Júnior Menezes lamenta morte de Jorge Vieira, ex-vereador de União dos Palmares

Vereador por três mandatos, ele foi o mais votado nas eleições de 1988.


Kil, prefeito de União dos Palmares | © BR104
União dos Palmares
Kil faz acordo com o MP, se livra de improbidade e mantém Agentes Comunitários no cargo

Pelas cláusulas estabelecidas no acordo, Areski se compromete a pagar uma multa civil no valor de R$ 15.000,00



Senhor Luiz
União dos Palmares
Luiz Roberto, dono do mercadinho ‘Seu Luiz’, morre aos 76 anos

Senhor Luiz também foi empreiteiro de usinas de Alagoas, como a Usina Laginha e as de Serra Grande, Coruripe, Santa Clotilde, Coité, entre outras.


Zé Alfedo e Bruno Lopes
União dos Palmares
Caso Sophia: Bruno Lopes e Zé Alfredo são ouvidos na Delegacia

Além de Bruno Lopes e Zé Alfredo, foram denunciados o ex-vereador Caju e o presidente da Câmara de Vereadores, Nenzinha,