publicidade
publicidade
Tecnologia

Fique atento: Golpe no WhatsApp promete materiais escolares de graça 

De acordo com analistas em menos de 4 dias os golpistas fizeram mais de 560 mil vítimas

Publicado:


publicidade
publicidade
publicidade
Golpe em menos de 4 dias fez mais de 560 mil vítimas (Imagem: Reprodução/Internet)
Golpe em menos de 4 dias fez mais de 560 mil vítimas (Imagem: Reprodução/Internet)

Todos nós já estamos cientes de que no início do ano uma boa parte da população brasileira vai às compras em busca de materiais escolares para seus filhos, pois a busca pelos materiais aumentam com a chegada do ano letivo.

Com isso alguns criminosos se aproveitam de alguns consumidores que, estão pesquisando os preços dos materiais escolares. Estes criminosos, estão usando as redes sociais como principal ferramenta para aplicarem os golpes.

Os criminosos foram descobertos por pesquisadores da Kaspersky. Os golpistas oferecem materiais escolares gratuitos, visando iludir pessoas interessadas no conteúdo. Essa campanha está ativa desde 3 de janeiro e, em aproximadamente quatro dias, fizeram mais de 560 mil vítimas, segundo dados levantados pelos analistas da campanha.

+ Instituto Campus Party pretende implantar laboratórios de robótica em Alagoas

Ainda com informações dos analistas, os criminosos tentam ludibriar as pessoas oferecendo brindes, neste caso, os materiais escolares gratuitos da marca “Faber-Castell”.

A vítima, clica no link da propaganda que aparece no final da mensagem. Esse link leva a pessoa à um site que pede para que o mesmo indique mais cinco contatos, para acessar o prêmio. Ao indicar as cinco pessoas, o usuário é direcionado à um site que sugere a ele um aplicativo “supostamente legítimo”.

Esse App, gera lucro aos criminosos sempre que são instalados nos Smartphones. A vítima também pode ser levada a um site cheio de propagandas que também geram dinheiro para os golpistas. Além disso, os criminosos podem guardar informações dos usuários em um banco de dados, com isso eles podem aplicar outros golpes.

Esse tipo de crime é bastante comum no WatsApp, e agora está migrando para o Facebook Messenger.

Na tentativa de evitar que esse tipo de crime se propague, é sempre bom recomendar algumas dicas de segurança básica: Desconfie sempre de promoções que circulam nas redes sociais e pareçam boas demais, afirmando presentear usuários com brindes em troca de compartilhamento. E evite clicar em links enviados por pessoas desconhecidas.

publicidade
veja também

Hidroweb Mobile | © Ícaro Chavarria/BR104
Tecnologia
ANA disponibiliza app gratuito com dados de rios e chuvas nas regiões ribeirinhas

O aplicativo disponibilizado pela ANA trás dados sobre os rios e chuvas nas regiões ribeirinhas. O download é gratuito.


Google | © Reprodução
Tecnologia
Google doa cerca de R$ 1,2 milhão às regiões afetadas pelas chuvas

O Google irá destinar o montante de 250 mil dólares, aproximadamente R$ 1,2 milhão na cotação atual, às regiões afetadas pelas chuvas.


Mensagem Twitter | © Reprodução
Tecnologia
É falso que Twitter tenha modificado cores do ícone curtir

De acordo com as informações, a nova atualização acontece após o empresário Elon Musk comprar a plataforma.


Reação em mensagens do WhatsApp | © Reprodução
Tecnologia
Reações em mensagens faz parte de nova atualização do WhatsApp

Além das reações, o aplicativo passa a permitir o envio de arquivos de até 2GB.


TikTok | © Reprodução
Tecnologia
TikTok pretende dividir receita com usuários da plataforma

A plataforma pretende dividir a receita com usuários com 100 mil inscritos ou mais.


publicidade