publicidade
publicidade
Saúde

O que é e quanto custa o dostarlimabe, remédio que curou 100% dos pacientes com câncer em estudo nos EUA

A dose do dostarlimabe custa US$ 11 mil dólares, cerca de R$ 55 mil reais.

Publicado:


Jemperli (dostarlimab)
Jemperli (dostarlimab)

Um estudo aplicado por um grupo de cientistas do Centro Oncológico Memorial Sloan Kettering, em Nova York (EUA), usando o dostarlimabe, um medicamento ainda experimental, mas que apresentou eficácia em 100% dos pacientes com câncer de cólon que participaram do experimento, se tornou a maior esperança para pacientes com a doença em todo o mundo.

Embora tenha ganhado destaque ainda maior depois do resultado desse estudo, o dostarlimabe já é utilizado no combate a tumores diversos, e já vem sendo estudado por laboratórios ao redor do mundo para ser usado em imunoterapia.

Nos Estados Unidos, uma dose do dostarlimabe chega a custar 11 mil dólares, cerca de R$ 55 mil reais. O desenvolvimento desse medicamento é um esforço conjunto entre a farmacêutica britânica GlaxoSmithKline, a Fundação Simon and Eve Colin, a organização sem fins lucrativos Swim Across America, o programa Stand Up to Cancer e a Fundação Nacional de Câncer dos Estados Unidos.

O nome comercial do dostarlimabe é Jamperli, e já está aprovado para ser comercializado nos EUA, para o uso em tratamento contra tumores e câncer endometrial, colorretal e outros cânceres gastrointestinais.

veja também

Canabidiol | © Reprodução
Alagoas
Cannabis Medicinal: Câmara analisa texto de PL que trata sobre o tema nesta quinta (30)

A proposta tem sido um tema polêmico no Brasil nos últimos dias.


Hospital São Vicente de Paulo | © Reprodução
União dos Palmares
Hospital São Vicente retorna com atendimento na Maternidade Santa Catarina

Os atendimentos na maternidade haviam paralisados na última quarta-feira (22/06), devido a falta de cumprimento de acordo salarial.


Enfermeira vacinando criança – © Assessoria
Saúde
Covid-19: SESAU alerta sobre aumento de casos em crianças

O comunicado foi divulgado nesta terça-feira (21/06), por meio das redes sociais da SESAU.


Equipes monitoram terrenos baldios na Capital | © Assessoria
Maceió
Fiscalização em terrenos baldios intensificam combate ao Aedes aegypti em Maceió

Município já emitiu 43 notificações e mantém sob monitoramento mais de 2.300 terrenos.


Variola dos Macacos - @Reprodução
Saúde
Varíola dos macacos e Covid-19; especialista explica a relação de transmissão

Para a infectologista Luana Araújo, "a varíola dos macacos está longe de ser como a [transmissibilidade] da Covid".