São José da Laje

Direção da GM de São José da Laje repudia declaração de presidente do SindGuarda

"Esse pessoal ninguém sabe quem são e nem de onde vieram”, disse Carlos Pisca

Publicado: | Atualizado em 14/02/2019 08:05


Carlos Pisca, presidente do Sindicato dos Guardas Civis Municipais de Alagoas (Sindguarda-AL) (Crédito: Reprodução)
Carlos Pisca, presidente do Sindicato dos Guardas Civis Municipais de Alagoas (Sindguarda-AL) (Crédito: Reprodução)

São José da Laje – Eclesio José da Silva Filho, diretor da Guarda Municipal de São José da Laje, emitiu nesta quarta-feira (13), uma nota de repúdio à declaração do Presidente do Sindicato dos Guardas Civis Municipais de Alagoas (Sindguarda-AL), Carlos Pisca, onde alegou, durante entrevista, que a contratação dos servidores para o cargo era feita de forma ilegal.

O presidente disse ainda que os seguranças contratados pela gestão do município de Branquinha, onde dois agentes da GM foram flagrados agredindo Wanderson da Silva, de 18 anos, não são guardas municipais, mesmo usando fardas padronizadas. O presidente da entidade afirmou que esse tipo de contratação é ilegal e é cometida por várias outras cidades em Alagoas, e que isso sujava o nome da categoria. “Esse pessoal ninguém sabe quem são e nem de onde vieram”, disse.

Eclesio José, declarou, em nota enviada à imprensa, que a fala de Carlos foi equivocada e que ele desconhece a realidade da Guarda Municipal do município, além de repudiar veementemente a declaração e afirmar que “todos os guardas que compõem o quadro da Guarda Municipal de São José da Laje, tem residência fixa no município, são conhecidos e respeitados perante a sociedade através de suas condutas ilibadas e de ótima relação pessoal com a população”.

O diretor ressaltou ainda que “que não pesa contra a nenhum membro da GM quaisquer condenações jurídicas. Ações como essas são comuns em áreas que trabalham com a segurança pública, e que os que já foram partes de processos judiciais prontamente foram inocentados por falta de provas, reafirmando, assim, a boa índole dos pais de família, trabalhadores e pessoas de bem que integram nossa Guarda Municipal”.

+ Justiça determina soltura de guardas que agrediram jovem em Branquinha

“Que se torne publico, que em mais de um ano à frente da GM de São José da Laje, nunca fui procurado pelo sindicato citado a cima, para que o mesmo fizesse uso de suas atribuições legais em favor do trabalhador da Guarda Municipal. Ressalto também, que todo o nosso quadro de contratados são capacitados para exercer a função após aprovação em concursos públicos futuros em nosso município.

Continuaremos prestando o honroso e reconhecido serviço à sociedade lajense, auxiliando os órgãos de segurança pública, resguardando o patrimônio publico e o bem estar das famílias lajenses, reafirmando o nosso compromisso com a sociedade que através dos nossos esforços diários, aprovam e reconhecem positivamente o nosso trabalho.

Ao mesmo tempo em que, para maiores esclarecimentos nos colocamos a disposição da sociedade e a quem tiver interesse.”


Comentários


    Entre para nossos grupos

    Telegram
    Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
    WhatsApp
    Entre e receba as notícias do dia
    Entrar no Grupo


 
 
 
Especiais

Especial
Livro ensina técnica de leitura usada por Sherlock Holmes para expandir a memória

Aprenda a Melhorar sua Memória, Lendo até 10 Vezes Mais Rápido e Retendo Até 100% do Conteúdo


veja também

Vítima de acidente - @Reprodução
São José da Laje
Motociclista morre em acidente na BR-104 em São José da Laje

O Instituto Médico Legal (IML) também esteve presente no local para realizar a remoção do corpo do motociclista.



Professores de São José da Laje
São José da Laje
Professores de São José da Laje protestam pelo pagamento dos precatórios do Fundef

Os educadores se encontram concentrados antes da ponte da cidade, com cartazes que exigem que a prefeita Ângela Vanessa pague os recursos.


Cratera na cozinha
São José da Laje
Cratera “engole” cozinha e idosa é arrastada por 200 metros em São José da Laje

Ela foi socorrida até o Hospital Regional da Mata, em União dos Palmares, e passa bem.


Fabricia Veras | © Reprodução
São José da Laje
Cinco dias sem água: Fabrícia Veras denuncia crise no abastecimento em São José da Laje

Fabricia Veras fez um apelo direto ao Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE)