publicidade
publicidade
Santana do Mundaú

Padre de Santana do Mundaú é expulso da arquidiocese após vídeo polêmico

Com a decisão, Givaldo Rocha fica proibido de celebrar missas no território alagoano

Publicado: | Atualizado em 08/02/2019 08:12


Padre de Santana do Mundaú é expulso da arquidiocese após vídeo polêmico
Padre de Santana do Mundaú é expulso da arquidiocese após vídeo polêmico

O padre Givaldo Rocha, pároco da Igreja Matriz de Sant’Ana, em Santana do Mundaú, na Zona da Mata de Alagoas, foi expulso da Arquidiocese de Maceió, após o vídeo em que aparece se referindo aos pobres como “raça miserável”.

A decisão foi do Bispo Antônio Muniz, Arcebispo da Arquidiocese de Maceió. Com isso, Givaldo Rocha deve voltar a Arquidiocese de Propriá, em Sergipe.

O padre deve ficar em Santana do Mundaú até o fim de Fevereiro, periodo em que a igreja enviará um novo padre para o município.

Com a decisão, Givaldo Rocha fica proibido de celebrar missas no território alagoano, e fica a disposição da arquidiocese sergipana, que deve julgar se ele perderá ou não a batina.

Relembre o caso

Quase 70% dos moradores da cidade de Santana do Mundaú, localizada a 72Km de Maceió, se declaram católicos. Entretanto, nos últimos dias, um assunto vem gerando polêmica e revolta entre os mundauenses. Durante o encerramento dos festejos alusivos à Padroeira da cidade, no dia 20 de janeiro, o padre Givaldo Rocha, pároco da igreja matriz de Sant’Ana, emitiu uma fala que escandalizou centenas de fiéis que participavam da missa.

Foi da escadaria da igreja que o padre falou para milhares de pessoas que aguardavam de forma ansiosa o encerramento daquela procissão. No vídeo divulgado nas redes sociais, e que acabou viralizando entre os internautas, mostra quando o líder da igreja local emite uma fala considerada preconceituosa ao tecer críticas a comerciantes e moradores da cidade. Em dado momento, ele classificou o povo pobre como ‘raça miserável’, proferindo palavras que soaram de forma pejorativa, escandalizando a todos.

Mas pense numa raça miserável de lidar é pobre. Com todo respeito, pois eu digo a vocês: são vocês, os pobres, que mantêm a igreja. Mas quando eu digo pobre, é sobretudo aqueles que querem, somente se beneficiar, por causa de um metro de asfalto, eu enfio a faca no bucho do outro. É uma vergonha!”, diz o padre no vídeo.

A equipe do BR104 foi até a casa paroquial, que fica ao lado da igreja, para falar com o personagem da polêmica, mas segundo uma funcionária, ele havia saído minutos antes da chegada da equipe de reportagem. Ela informou ainda que não tem permissão para falar sobre o assunto e nem informar sobre o paradeiro do padre. “Eu não posso dar informação, só quem pode falar é ele. Eu vou ficar calada, não vou responder às suas perguntas”, disse ela.

Por telefone, o pároco ficou irritado com o contato da equipe de reportagem e se negou prestar quaisquer esclarecimentos sobre o caso. De origem sergipana, com 54 anos de idade, e prestes a completar 25 anos de sacerdócio, Givaldo Rocha, está como pároco da igreja matriz de Santana do Mundaú, pertencendo assim, a Arquidiocese de Maceió.

Segundo relatos de populares, ele é uma figura polêmica e desagrada a muitos com seus sermões e indiretas, até durante as missas celebradas por ele às terças, sábados e domingos na paróquia. “Todo mundo vai, até mesmo pessoas de sítio. Todo mundo vai assistir. Santana do Mundaú estava todinha lá”, disse um mundauense.

+ Após 8 anos da enchente, escola municipal de Santana do Mundaú ainda não foi reconstruída

Essa não é a única polêmica que envolve o pároco. “Você vai com roupa de um jeito, eu vou de outro e ele vai de outro. Ele disse com um homem: ‘rapaz, não tem outra roupa pra se vestir não pra vir a uma missa?’”, disse um mototaxista. “Outro dia, ele foi batizar um menino aí na igreja e quando terminou, só fez jogar a água na cabeça do menino e dizer: ‘tá bom, satanás, já está batizado. Vem outro.’”, relata outra testemunha.

Ainda segundo relatos, Givaldo teria gritado na rua que ninguém o tirava do município. “É cheio de piadinha mesmo ele. Isso não existe! E ele gritou ai que ninguém tinha a moral de tirar ele daqui não. Disse que só quem tirava ele daqui era o bispo. Você vai pra uma missa, como eu fui, e ouvir um padre dizer que quem tivesse suas moedas levasse pra casa. Ele falou que só era de R$ 5 pra cima. Não é a primeira e nem a segunda vez não”.

O padre com o perfil polêmico, que costuma falar o que quer, ainda aparece em um vídeo dançando forró com duas jovens durante uma festividade. O Portal BR104 entrou em contato com a Arquidiocese de Maceió, mas até o fechamento desta matéria não obtivemos respostas.


veja também

Arthur Freitas durante entrega da reforma da praça | © Assessoria
Santana do Mundaú
Prefeitura de Mundaú entrega reforma da Praça e inaugura acesso no Residencial Jussara

O equipamento de convívio, esporte e lazer foi completamente reestruturado.


Erosão em estrada de Santana do Mundaú | © Reprodução
Santana do Mundaú
Erosão de estrada vicinal põe em risco a vida de moradores da Zona Rural de Santana do Mundaú

Moradores relataram a situação na prefeitura de Santana do Mundaú. Entretanto, até o momento, a estrada permanece do mesmo jeito.


Prefeito Arthur Freitas, durante entrega de equipamento | © Assessoria
Santana do Mundaú
Santana do Mundaú entrega dez novos veículos e distribui fardamentos a servidores

A entrega dos fardamentos foram feitas para os servidores da limpeza pública: garis, motoristas e operadores de máquinas.


Arthur Freitas durante vento | © Assessoria
Santana do Mundaú
Santana do Mundaú comemora 62 anos de emancipação política com importantes entregas

O evento foi encerrado com show artístico para marcar a data especial e celebrar os avanços do município.


Arthur Freitas | © Reprodução
Santana do Mundaú
Santana do Mundaú comemora hoje 62 anos de emancipação política

O prefeito Arthur Freitas, realizou a entrega de veículos, fardamentos para servidores e inaugurou praças na cidade.