publicidade
publicidade
Política

Luta de Janones por auxílio emergencial de R$ 600 ganha apoio de deputados da oposição

Oposição quer a votação da MP que cria o auxílio emergencial residual, e a ampliação do valor de R$ 300 para R$ 600.

Publicado: | Atualizado em 06/10/2020 20:40


Líderes da oposição dizem que o auxílio emergencial de R$ 600 não pode acabar — © Najara Araujo/Câmara dos Deputados
Líderes da oposição dizem que o auxílio emergencial de R$ 600 não pode acabar — © Najara Araujo/Câmara dos Deputados

A luta do deputado federal André Janones (Avante-MG) pelo retorno do auxílio emergencial ao seu valor original, de R$ 600, ganhou força ao ter os deputados da oposição como seus aliados. Eles acreditam que pode retornar com o benefício ao valor inicial, caso o texto seja apreciado no Plenário.

Nesta terça-feira (6/10), em coletiva à imprensa no Salão Verde, os líderes de partidos da oposição anunciaram que vão obstruir votações na Câmara até que seja colocada em pauta a Medida Provisória (MP) 1000/20, que prorroga o benefício até dezembro, porém com o valor reduzido pela metade – de R$ 600 para R$ 300.

Líder da minoria, José Guimarães (PT-CE) acusou o governo de trabalhar contra a votação da MP para evitar a aprovação de emendas que mantivessem o valor do auxílio em R$ 600. “O governo faz de tudo para deixar a MP caducar porque já está com seus efeitos produzidos. O governo comete irresponsabilidade com o Congresso”, reclamou.

Na opinião da líder do Psol, Sâmia Bomfim (SP), o auxílio foi uma conquista dos partidos de oposição. “O governo Bolsonaro nunca teve disposição de aprovar o auxílio emergencial. Sem ele, milhões de brasileiros teriam passado fome. A redução de R$ 600 para R$ 300 foi cruel. Quem perde é justamente a população mais pobre.”

Na tarde de hoje, a Câmara dos Deputados encerrou os trabalhos deliberativos em razão da obstrução de vários partidos. Outros partidos da base aliada também obstruíram os trabalhos por motivos diferentes, como a não instalação da Comissão Mista de Orçamento.

Plenário da Câmara em sessão virtual nesta terça-feira — © Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados  Fonte: Agência Câmara de Notícias

Plenário da Câmara em sessão virtual nesta terça-feira — © Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados Fonte: Agência Câmara de Notícias

veja também

Tribunal de Contas da União | © Felipe Menezes / Metrópoles
Política
244 candidatos alagoanos tiveram suas contas julgadas irregulares pelo TCU

O maior número de políticos inelegíveis, na lista total do TCU, é da região do Nordeste brasileiro.


Davi Filho, Bolsonaro e João Caldas | © Reprodução / Redes sociais
Política
João Caldas é confirmado como suplente de Davi Filho ao Senado, diz jornalista

A decisão foi confirmada na manhã desta quinta-feira (11/08), após uma reunião do PP com os candidatos majoritários no estado.


Paulo Dantas, Antônio Albuquerque e Renan Filho - @BR104
Política
Paulo Dantas cumpre agenda em Murici nesta quinta-feira (11)

O governador estará com a comitiva do MDB, falando sobre melhorias para o município.


Vereador João Catunda - @Reprodução
Eleições 2022
Patrimônio de João Catunda mais que dobra em 2 anos

João Catunda teve um aumento de cerca de 111,5% no total de bens declarados em apenas dois anos de mandato de vereador.


Renan Filho e Davi Davino | © Reprodução
Política
Conheça os candidatos ao Senado por Alagoas

Listamos os principais nomes que disputam o Senado por Alagoas.