Policial

Caso Adriana: 8 Perguntas que precisam ser respondidas pela Polícia

Um mês após o trágico acidente, o responsável pelo atropelamento não foi identificado

Publicado: | Atualizado em 04/07/2024 11:37


Adriana Avelino - @Reprodução
Adriana Avelino - @Reprodução

A morte de Adriana Avelino da Silva, de 33 anos, atropelada em União dos Palmares no dia 12 de maio, ainda está envolta em mistério e indignação.

Um mês após o trágico acidente, o responsável pelo atropelamento não foi identificado, e a investigação parece estar parada. A falta de respostas das autoridades policiais levanta diversas questões que precisam ser abordadas para que a justiça seja feita.

Perguntas sem respostas

  1. Quem era o motorista da caminhonete Hilux que atropelou Adriana?
    • As imagens de câmeras de segurança mostraram o veículo no local do acidente, mas a identidade do motorista permanece desconhecida.
  2. Por que o motorista ainda não foi identificado, mesmo com as imagens de câmeras de segurança?
    • Com a tecnologia disponível, espera-se que a identificação fosse mais rápida. Quais são os obstáculos?
  3. Qual foi o resultado da perícia no local do acidente?
    • Informações sobre a perícia poderiam ajudar a entender melhor as circunstâncias do acidente.
  4. A polícia tem seguido todas as pistas fornecidas pelas testemunhas?
    • Testemunhas são fundamentais em casos como esse. A polícia está investigando todas as declarações?
  5. Por que o caso não teve mais divulgação por parte das autoridades?
    • A divulgação de informações pode ajudar a encontrar novas pistas e manter o caso em destaque.
  6. Quais são os próximos passos da investigação?
    • A população e a família de Adriana precisam saber o que está sendo feito para resolver o caso.
  7. A polícia já interrogou possíveis suspeitos ou testemunhas-chave?
    • Interrogatórios podem ser cruciais para desvendar o caso. Quem foi ouvido até agora?
  8. Que medidas estão sendo tomadas para garantir que casos como esse sejam resolvidos mais rapidamente no futuro?
    • A falta de agilidade na investigação é preocupante. O que está sendo feito para melhorar isso?

Clamor por respostas

A população de União dos Palmares está indignada com a falta de respostas sobre a morte de Adriana. O delegado Guilherme Iusten, titular da Delegacia Regional, ainda não apresentou o culpado pelo atropelamento, deixando a comunidade e a família de Adriana sem respostas e justiça.

Essas perguntas refletem a necessidade urgente de esclarecimentos e ações por parte das autoridades policiais. A justiça para Adriana Avelino da Silva depende de uma investigação transparente e eficiente.


Comentários


    Entre para nossos grupos

    Telegram
    Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
    WhatsApp
    Entre e receba as notícias do dia
    Entrar no Grupo


 
 
 
Especiais

Especial
Livro ensina técnica de leitura usada por Sherlock Holmes para expandir a memória

Aprenda a Melhorar sua Memória, Lendo até 10 Vezes Mais Rápido e Retendo Até 100% do Conteúdo


veja também


Material apreendido - @Reprodução
Policial
Casal é preso por porte ilegal de arma e tráfico de drogas em União dos Palmares

Ambos foram detidos e conduzidos à Delegacia de Plantão (CISP Murici) para lavratura da prisão em flagrante.


Vitima de agressão - @Reprodução
Mundo
Comissária denuncia marido por agressão em Dubai e acaba presa

Seu marido, acusado de agressão, permanece livre.


Idoso preso - @Reprodução
Policial
Idoso de 80 anos é preso acusado de estuprar três crianças em União dos Palmares

Além desses três irmãos, José Leandro é suspeito de ter abusado de outras crianças na cidade.


Policia Federal - @Reprodução
Policial
Polícia Federal deflagra operação contra a Abin paralela de Bolsonaro

As ações ilícitas visavam enfraquecer adversários políticos e controlar narrativas através de fake news.