publicidade
publicidade
Polícia

PC prende 6 pessoas acusadas de aplicar golpes no WhatsApp em Goiás

A polícia capturou um dos suspeitos em via pública apenas de cueca. Ele tentou fugir por uma das janelas da residência onde mora.

Publicado:


Dinheiro apreendido pela Polícia Civil | © Reprodução
Dinheiro apreendido pela Polícia Civil | © Reprodução

A Policia Civil de Goiás prendeu seis pessoas por estelionato, acusadas de aplicar o chamado “golpe do WhatsApp”, se passando por familiares das vítimas. A polícia encontrou na residência de um dos suspeitos cerca de R$ 50 mil em dinheiro.

O homem, que não teve seu nome divulgado, é considerado o líder da organização criminosa. Além do valor, os policiais apreenderam um carro de luxo, correntes de ouro e drogas.

De acordo com os agentes envolvidos nas investigações, o líder do grupo levava uma vida de luxo em Goiânia. Segundo o relatório, ele morava em uma residência de dois andares e guardava uma grande quantidade de dinheiro em casa.

Percebendo a chegada da polícia, o suspeito fugiu do local por uma das janelas da casa e saltou alguns muros. Uma equipe da Polícia Civil deu início a perseguição enquadrando o homem nas proximidades de sua residência. Ele foi capturado de cueca em via pública.

Dinheiro apreendido pela Polícia Civil | © Reprodução
Dinheiro apreendido pela Polícia Civil | © Reprodução
Dinheiro apreendido pela Polícia Civil | © Reprodução
Carro de luxo apreendido na residência do suspeito | © Reprodução
veja também

Candidata a Deputada Federal Lérida Lobo | © Reprodução
Polícia
Confronto entre BOPE e suspeitos de atentado contra Lérida Lobo, deixa dois baleados

Os suspeitos feridos foram socorridos e levados para a UPA de Palmeira dos Índios. Haviam 3, mas o outro conseguiu fugiu.


Alison Miranda da Silva - @reprodução
Polícia
Preso de União dos Palmares que foragiu do presídio é recapturado após troca de tiros

Alison Miranda da Silva aguarda julgamento pelo crime de homicídio contra Uelinton Bezerra da Paz, em 2016


Presídio do Agreste fica em Girau do Ponciano, interior de Alagoas — Foto: Jorge Santos/Seris
Polícia
Busca por foragidos do presídio tem um morto e quatro recapturados até o momento

Entre os criminosos que ainda não foram recapturados está o preso João Paulo Santos, conhecido como Satanás.


Satanás
Polícia
Foragido: Satanás tentou matar o deputado Nivaldo Albuquerque

Essa não é a primeira vez que ele foge do presídio, em 2017, Satanás conseguiu escapar de um presidio de segurança máxima em Maceió


José Rendrikson Barbosa Vilar
Polícia
Foragido: Rendrikson Barbosa matou inimigo com golpes de enxada

A vítima foi atingida por disparos de arma de fogo pelas costas, e em seguida, os criminosos usaram sua própria enxada e o atingiram com golpes na cabeça