publicidade
publicidade
Polícia

Empresário simulou a própria morte após descobrir plano para matá-lo

Suelly, esposa do empresário, havia contratado um homem para matar o marido, por R$ 30 mil

Publicado:


Momento em que Suely se encontra com o homem contratado para executar o marido (Crédito: PC/AL)
Momento em que Suely se encontra com o homem contratado para executar o marido (Crédito: PC/AL)

Em coletiva de imprensa, realizada nesta quarta-feira (30), a Secretaria de Segurança Pública de Alagoas esclareceu os detalhes de uma trama criminosa montada para assassinar o empresário Jaetts Ferreira Júnior, de 57 anos, que estaria desaparecido desde a semana passada. Entretanto, durante as investigações, foi constatado que Jaetts está vivo.

De acordo com o delegado Thiago Prado, Suely Morais Amaral e o enteado Igor Amaral Casado, teriam armado uma emboscada para matar o empresário. Eles contrataram um pistoleiro – que teve a identidade preservada, que revelou todo o esquema à vítima, que simulou a própria morte e fugiu para fora do Estado.

Mãe e filho foram presos nessa terça-feira (29), após terem prisão temporária decretada pela 17ª Vara Criminal da Capital. De acordo com as investigações, a trama começou a ser descoberta, depois que Suely Casado registrou um Boletim de Ocorrência (BO) sobre o suposto desaparecimento do marido.

No boletim, ela relatou que o esposo teria sumido após deixar sua empresa, localizada no Polo Industrial do Tabuleiro, em um Kadet, de cor verde, pertencente a um parente, pois uma BMW, de sua propriedade, estaria em uma oficina para conserto.

+ Corpo de taxista desaparecido é encontrado em matagal no Jardim Petrópolis

As investigações apontaram que Suely emprestava dinheiro como agiota e havia contratado um homem que fazia a cobrança dessa atividade ilícita para matar o marido, por R$ 30 mil. O acerto teria ocorrido em dezembro e a mulher vinha pressionando o cobrador para cumprir o contrato.

O homem contratado procurou o empresário e contou tudo. Foi ai que a morte dele foi simulada. O rapaz chegou a entregar uma agenda do Jaetts para Suely, no dia 24 passado, para comprovar que o havia assassinado, dizendo ainda que o corpo estaria em um canavial no município de Marechal Deodoro. A polícia chegou a obter imagens do momento em que a mulher pagava parte do dinheiro ao rapaz.

Na operação, que resultou na prisão de Suely e do filho, denominada “Viúva Negra”, um revólver foi encontrado e, por isso, Igor foi preso por posse ilegal de arma de fogo. Ele e a mãe deverão ser indiciados também por lavagem de dinheiro e organização criminosa.

*com PC/AL
veja também

HGE | © Reprodução
Alagoas
Jogador do FF Sport é ferido a golpes de faca por dirigente do clube

O time disputa a Segunda Divisão do Campeonato Alagoano.


Viatura da Polícia Civil | © PCAL
Operação
Operação combate abuso sexual contra crianças e adolescentes em AL e mais 12 estados

Além dos estados brasileiros, outros seis países realizam a operação cumprindo mandados de busca e apreensão.


Hospital Regional da Mata | © Alyson Santos
Polícia
Segunda vítima de atentado no Newton Pereira segue internada no HRM

De acordo com informações, ela teve que passar por procedimentos cirúrgicos.


Veículo apreendido | © PRF/AL
Polícia
Carro roubado há 7 meses é recuperado pela PRF em União dos Palmares

O proprietário informou que havia adquirido em um aplicativo, mas não tinha nenhum documento que comprovasse a aquisição.


Homem algemado por policial | © Ilustração
Polícia
Homem é preso suspeito de abusar sexualmente de mulher embriagada

O caso aconteceu na noite deste domingo (26), no bairro do Poço, parte baixa da capital alagoana.