Em operação nas BRs, PRF apreende 180 veículos irregulares e três armas de fogo

Operação 'Duas Rodas' ocorreu entre os dias 17 e 29 de setembro, com foco na prevenção de acidentes e combate a criminalidade


Publicado em: 02/10/19 às 16:14 por Redação | BR104 | Atualizado em 02/10/2019 às 16:14



Operação 'Duas Rodas' ocorreu entre os dias 17 e 29 de setembro, com foco na prevenção de acidentes e combate a criminalidade — © Ascom/PRF

Alagoas — Em operações nas BR’s, mais de 18 veículos foram recolhidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Batizada de ‘Operação Duas Rodas’, a ação teve como objetivo reduzir o número de acidentes graves envolvendo veículos de duas rodas, bem como combater a criminalidade nas rodovias que cortam o estado de Alagoas.

Durante os doze dias de operação, que aconteceu de 17 e 29 de setembro deste ano, 477 veículos e 568 pessoas foram fiscalizadas, sendo realizados 355 testes de alcoolemia. Ao todo, cerca de 1.179 autos de infração foram aplicados, com recolhimento de quatro Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) e cinco certificados de registro e licenciamento de veículo (CRLV).

No combate à criminalidade, 19 pessoas foram detidas por crimes como receptação de veículos, adulteração de sinal identificador de veículo, porte ilegal de arma de fogo, embriaguez ao volante e direção perigosa. Os policiais também recolheram três armas de fogo e 43 munições.

+ PRF prende homem com motocicleta adulterada na BR-316

Segundo a PRF, quatro dos 181 veículos de duas rodas que foram apreendidos estavam adulterados e cinco tinham queixa de roubo/furto. Ainda segundo a polícia, os maiores flagrantes de desrespeito ao Código de Trânsito Brasileiro (CTB) foram conduzir veículo automotor sem possuir CNH, conduzir veículo com equipamentos de segurança inoperantes e conduzir veículo de duas rodas sem utilizar o capacete.

“Esse tipo de trabalho, além de combater a criminalidade, objetiva preservar a vida dos usuários das rodovias, buscando reduzir o número de acidentes em nosso estado. Durante todo o período, motociclistas policiais patrulharam as rodovias federais que cortam o estado e se depararam com irregularidades que realmente impressionam”, diz a PRF.