Ação policial prende integrantes de quadrilha suspeitos de crimes em AL

Segundo a polícia, a quadrilha é envolvida em crimes de homicídio, tráfico de drogas e assaltos em rodovias e a propriedades rurais


Publicado em: 15/05/19 às 8:22 por Redação | Atualizado em 15/05/2019 às 8:22


Segundo a polícia, a quadrilha é envolvida em crimes de homicídio, tráfico de drogas e assaltos em rodovias e a propriedades rurais - © PC/AL

Polícia – Dois homens foram presos, nesta terça-feira (14), acusados de integrar uma quadrilha de alta periculosidade, envolvida em crimes de homicídio, tráfico de drogas e assaltos em rodovias e a propriedades rurais, na região Norte de Alagoas.

Os presos foram identificados como Natanael Barbosa, de 20 anos, e Cleyton Henrique Honorato, de 19 anos.

Segundo a polícia, a operação conjunta das polícias Civil e Militar foi desencadeada após trabalho de inteligência e denúncias quanto ao local onde o grupo criminoso estava escondido, na zona rural de Joaquim Gomes.

Durante o cerco, os criminosos fizeram disparos contra os policiais. Houve revide e dois suspeitos foram apreendidos. Outros três conseguiram fugir por um matagal. Dois deles – de apelidos “Negão” e “Cabelinho”, são apontados como líderes da quadrilha, e um terceiro é chamado de “Boi Branco”.

Com o grupo criminoso, a polícia apreendeu uma caminhonete Amarok, roubada no dia 8 deste mês, num trecho da rodovia BR-101, no município de Flexeiras.

+ Operação Facetas investiga fraudes na Caixa Econômica em Alagoas

Também foram apreendidas três armas (sendo dois revólveres calibre 32 e um calibre 38); munições desses dois calibres (sendo duas deflagradas, duas pinadas e três intactas), maconha e balança de precisão.

A dupla e o material apreendido foram levados para a Delegacia Regional de Novo Lino, onde os suspeitos foram autuados por porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas, receptação de veículo roubado, associação ao tráfico e associação criminosa.

“Estamos trabalhando diuturnamente com esse objetivo, e vamos continuar diligenciando para capturar o restante do grupo criminoso”, disse o delegado regional de Novo Lino.