publicidade
publicidade
Murici

Iniciado em 2010, matadouro de Murici não tem previsão de entrega

Para trabalhar com a venda de carnes, comerciantes precisam comprar o produto de frigoríficos particulares

Publicado: | Atualizado em 16/08/2019 05:10


Desde a enchente ocorrida em junho de 2010, o município de Murici, localizado na Zona da Mata alagoana, está sem um matadouro público. É que a obra do novo abatedor, iniciada no mesmo ano da tragédia, foi interrompida e até o momento não foi entregue.

Devido ao acontecimento, um novo matadouro foi construído em uma área mais segura, mas está sem funcionamento. O problema é que a obra simplesmente foi abandonada pela construtora, que não prestou nenhum esclarecimento ao município, segundo informação da própria prefeitura da cidade.

A reportagem do BR104 esteve na prefeitura, e tentou conversar com prefeito do município, Olavo Neto, que não estava na região no momento em que a nossa equipe o procurou, mas fomos recebidos pelo secretário municipal de infraestrutura, Anderson Moraes, que explicou que, devido ao abandono da empresa responsável pela construção do novo matadouro, a obra foi paralisada e não foi entregue à população.

A empresa foi notifica, mas não deu retorno. “Este ano, optamos pelo destrato, e iremos realizar uma nova solicitação de autorização para a Caixa Econômica Federal. Em seguida, também iremos realizar uma nova publicação de licitação no Diário Oficial do município”, explica.

Ainda de acordo com o secretário, a empresa Macki Construções Ltda, foi punida e não pode participar de nenhuma licitação no município. Ele também disse que a gestão atual tem buscado uma solução para o problema, e reconheceu que com o  matadouro fechado, a própria cidade acaba se prejudicando. “Com a falta do matadouro, a cidade perde muito e até a saúde pública é comprometida”, afirmou

A construção do novo matadouro foi orçada no valor de R$ 1. 166,210, 78, e segue sem previsão de entrega. Para quem comercializa carne na cidade, é preciso comprar de frigoríficos particulares de outros municípios. Já para os moradores de Murici, a falta do matadouro acaba trazendo problemas como a falta de emprego na cidade. “Tem que ter um matadouro. Onde já se viu uma cidade sem um matadouro?”, questionou seu Nelson, que é agricultor, e ver que o matadouro é uma necessidade urgente para a cidade.

veja também

Paulo Dantas durante visita ao município de Murici | © Assessoria
Interior
Com Olavo Neto, governador Paulo Dantas visita canteiro de obras em Murici

O governador esteve nesta quinta-feira (11/08), no município, junto com o candidato ao Senado Renan Filho e aliados políticos.


Olavo Neto, prefeito de Murici | © Assessoria
Murici
SENAI/AL e Educação de Murici ofertam cursos profissionalizantes para alunos da rede municipal

A Secretaria de Educação de Murici promoveu, nesta quarta-feira (10/08), a aula inaugural do Projeto Qualifica Mais Murici.


Ruas de Murici voltam a alagar em Murici | © Assessoria
Murici
Chuvas recentes faz Riacho Bebiribe transbordar e alagar ruas da parte baixa de Murici

As ruas O5 de julho, Pedro Jaqueira, Gastão Tenório, localizaras na baixa, foram alagadas devido às chuvas registradas na cidade.


Secretária de Educação de Murici | Assessoria
Murici
Qualifica Mais Murici: Projeto vai levar cursos profissionalizantes para alunos da rede pública

Os cursos serão ofertados em parceria com o SESI-SENAI, e vai beneficiar inicialmente 100 alunos da rede pública de ensino.


Olavo Neto, prefeito de Murici | © Assessoria
Murici
Em evento, Olavo Neto sorteia brindes para mototaxistas de Murici

A proposta do prefeito é reforçar o apoio e a valorização que sua gestão dá a categoria.