Ao som de reggae, detento grava vídeo e avisa para colegas que está chegando

O Presidente do Sindapen, Petrônio Lima, informou que o preso já foi identificado e isolado em uma cela especial


Publicado em: 11/09/19 às 16:15 por Redação | BR104 | Atualizado em 11/09/2019 às 16:15



Ao som de reggae, detento grava vídeo e avisa para colegas que está chegando — © Reprodução/Vídeo

Maceió — O vídeo de um detendo – que não teve a identidade revelada – dançando reggae dentro de uma das celas do Presídio Baldomero Cavalcanti de Oliveira, localizado no Complexo Penitenciário, em Maceió, foi parar nas mãos das autoridades policiais. As imagens são recentes, mas só foram descobertas nessa terça-feira (10).

O vídeo não mostra, mas outro detento grava as imagens. Em um clima descontraído, ao som de reggae, o preso parece não se intimidar com a presença da câmera. E ainda avisa: “Para a Barra de Santo Antônio e Ilha da Croa, um dia estou chegando aí, pai. Com fé em Deus”.

O presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários de Alagoas (Sindapen/AL), Petrônio Lima, informou que o comparsa e o detento ‘dançarino’ já foram identificados e estão isolados em cela especial. Este último ainda cita o nome de outros três homens, possivelmente criminosos daquela região. “E aí Kevin, Edson e Pablo, estamos juntos”.

Lima atribuiu o ocorrido ao baixo efetivo dos agentes penitenciários, que atualmente conta com cerca de 619 agentes. “Esse tipo de situação só vem a reforçar o que estamos falando há mais de quatro anos, que se trata do nosso baixo efetivo. É impossível fiscalizar 1.20 presos”, critica.

+ Defensoria garante manutenção de assentados em fazenda de Murici

De acordo com a Secretaria de Ressocialização e Inclusão Social (Seris), todas as providência acerca da circulação do vídeo estão sendo tomadas. Acrescentou que foi aberto um procedimento administrativo para apurar a entrada de objetos ilícitos no sistema prisional.

A Seris disse, ainda, que está realizando revista em todos os módulos da unidade, e caso seja encontrados aparelhos telefônicos, estes serão apreendidos. Finalizou dizendo que os envolvidos na gravação serão encaminhados para o Presídio do Agreste, sendo aplicado o Regime Disciplinar Diferenciado (RDD).

Confira na íntegra: