publicidade
publicidade
Maceió

Saúde implanta Protocolo de Regulação de Leitos Neonatal em Maceió

Critérios visam reduzir a mortalidade infantil e auxiliar no fluxo de regulação dos recém-nascidos na capital.

Publicado: | Atualizado em 01/07/2022 09:41


Protocolo foi instituído por iniciativa do Centro de Gestão Integrada da Saúde (Cegis), antigo Cora, e da Rede Cegonha de Maceió | © Assessoria
Protocolo foi instituído por iniciativa do Centro de Gestão Integrada da Saúde (Cegis), antigo Cora, e da Rede Cegonha de Maceió | © Assessoria

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) implantou, nesta quinta-feira (30), o Protocolo de Regulação de Leitos Neonatal em Maceió, para a admissão de bebês em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e Unidades de Cuidado Intermediário (UCIs) Neonatais. A iniciativa foi do Centro de Gestão Integrada da Saúde (Cegis), antigo Cora, e da Rede Cegonha de Maceió.

O encontro que estabeleceu o protocolo aconteceu no auditório da pasta, no Centro de Maceió, e reuniu profissionais das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) municipais e estaduais, além de médicos pediatras e diretores de maternidades da capital.

De acordo com o médico pediatra e gerente de Regulação de Material do Cegis, João Lourival, o Protocolo de Regulação de Leitos Neonatal já foi estabelecido pelo Ministério da Saúde, mas agora houve a necessidade de acentuar os critérios para habilitação de recém-nascidos em Unidades Neonatais.

Encontro reuniu profissionais das UPAs e médicos pediatras e diretores de maternidades | © Assessoria

Encontro reuniu profissionais das UPAs e médicos pediatras e diretores de maternidades | © Assessoria

“O Ministério da Saúde, por meio de portaria, já instituiu esse protocolo. Porém, agora, ele precisou ser enfatizado para assegurar uma melhor assistência aos pacientes das maternidades. Por isso, hoje, estamos implantando esse protocolo em Maceió para que não haja nenhum desconforto para o paciente recém-nascido. Então, se esse paciente chegar a uma urgência, dependendo do quadro clínico e do perfil, ele será referenciado para a maternidade que tenha suporte para ele”, explica.

Na ocasião, o pediatra apresentou o Protocolo aos profissionais presentes, que consiste em critérios de admissão em UTI Neonatal (insuficiência respiratória, insuficiência circulatória, agravos neurológicos e outros), UCI Neonatal Convencional, UCIN Canguru, Alojamento Conjunto (ALCON) e critérios de alta das Unidades.

“O Protocolo vai auxiliar no fluxo de regulação dos recém-nascidos nas maternidades. Ele é muito importante porque traz as orientações necessárias aos profissionais de saúde para que eles possam realizar um atendimento com mais celeridade e prestar uma melhor assistência aos bebês, reduzindo a mortalidade infantil”, ressalta a coordenadora da Rede Cegonha de Maceió, Suzângela Mendonça.

Portaria Nº 930

O Ministério da Saúde estabeleceu a Portaria Nº 930, de 10 de maio de 2012, que define as diretrizes e objetivos para a organização da atenção integral e humanizada ao recém-nascido grave ou potencialmente grave com até 28 dias de vida e os critérios de classificação e habilitação de leitos de Unidade Neonatal no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

*Assessoria 
veja também

Cão sendo resgatado | © Reprodução
Maceió
Cão é resgatado de córrego em bairro de Maceió

Populares que acompanharam o resgate não sabem informar se o animal caiu ou foi jogado no córrego.


Secretária de Saúde de Maceió | © Assessoria
Maceió
Saúde da Gente garante atendimento veterinário na parte alta de Maceió

Programa assegura saúde dos animais por meio de vacinação antirrábica, consultas e outros atendimentos clínicos.


Aprovados serão lotados nas unidades da Semas em que houver necessidade | © Assessoria
Maceió
Inscrições do Processo Seletivo da Semas iniciam nesta terça (9) e seguem até quarta

São 98 vagas para diversos cargos; as inscrições estão sendo feitas no site da Semas.


Clínica itinerante no Jacintinho voltada para a Saúde da Criança | © Assessoria
Maceió
Prefeitura de Maceió reforça atendimentos em saúde em comunidades vulneráveis

Nesta primeira semana, programa Saúde da Gente beneficia população do Jacintinho, Eustáquio Gomes, Graciliano Ramos, Salvador Lyra e Reginaldo.


Enfermeira prepara seringa para vacinar criança | © Helene Santos
Maceió
Maceió começa a vacinar crianças de 3 anos contra a Covid-19

Crianças devem ser vacinadas com o imunizante da Coronavac, aprovado pela Anvisa.