Continua em estado grave recém-nascido encontrado em saco de lixo

Recém-nascido precisará atingir 1.800 gramas e apresentar estímulos. Bebê foi encontrado na última quarta-feira (4), na Ponta Grossa


Publicado em: 10/09/19 às 16:00 por Redação | BR104 | Atualizado em 10/09/2019 às 16:00



Recém-nascido precisará atingir 1.800 gramas e apresentar estímulos — © Cortesia

Maceió — Continua internado em estado grave o bebê encontrado por catadores de material reciclável no bairro da Ponta Grossa, em Maceió, na última quarta-feira (4). O recém-nascido está internado na Maternidade Escola Santa Mônica, e sem previsão de melhoras.

De acordo com a assessoria de comunicação da unidade de saúde, o quadro de saúde do bebê é estável, porém, ele ainda está longe de atingir os 1.800 gramas necessários para atingir a condição clínica favorável para receber alta, que devido à situação em que ele foi encontrado, deve demorar um tempo para apresentar melhoras.

Ainda segundo a maternidade, entre os procedimentos, o recém-nascido foi medicado com antibióticos para combater infecções, já que não há informações de pré-natal ou do quadro de saúde da mãe, além do amadurecimento do pulmão, devido à prematuridade dele.

O bebê chegou à maternidade por volta das 8h40 de quarta, hipotérmico. Ele foi entubado e passou por alguns exames. A idade gestacional do recém-nascido é de cerca de 28 semanas, pesa 1,150 kg, sendo considerado um prematuro extremo.

Investigação

A polícia já iniciou as investigações para tentar identificar e localizar o responsável por ter abandonado o bebê em uma lixeira na Ponta Grossa. A PC vai usar as imagens de câmeras de segurança de residências e estabelecimentos comerciais próximas ao local onde o bebê foi deixado.

Além das imagens, a polícia ainda busca por testemunhas que possam ter visto no momento em que a criança foi deixada no local.