Ex-prefeito de Joaquim Gomes é condenado por pagar ‘mensalinho’ em troca de apoio

Além de "Toinho Batista", o ex-gestor da Saúde municipal também foi condenado; eles tiveram os direitos políticos suspensos

Publicado em: 02/08/19 às 8:19

Por Redação


Ex-prefeito de Joaquim Gomes é condenado após ação do MPE — © Reprodução
Ex-prefeito de Joaquim Gomes é condenado após ação do MPE — © Reprodução

Justiça — O ex-prefeito de Joaquim Gomes, Antônio de Araújo Barros, e o ex-secretário de Saúde da cidade, Ledson da Silva, foram condenados pela Justiça após ação de improbidade administrativa ajuizada pelo Ministério Público de Alagoas (MPE/AL). Na decisão do juiz Eric Baracho Dore Fernandes, eles também tiveram os direitos políticos suspensos.

Dinheiro oferecido em troca de apoio político dos vereadores junto à Câmara Municipal, ações ilícitas comprovando má-fé e infringindo os deveres da legalidade, moralidade e eficiência. Tudo isso serviu de suporte para que o Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL) ajuizasse a ação de improbidade administrativa.

Em sua fundamentação, o promotor Paulo Barbosa evidencia que Antônio, à época chefe do Executivo Municipal, comandava um esquema de ‘mensalinho’ instalado no Poder Legislativo da cidade, entregando quantias mensais aos vereadores ficando os mesmos comprometidos no cumprimento do dever de fiscalizar , submissos à vontade do prefeito. Já Ledson da Silva, o ex-secretário de Saúde, era usado como intermediário na execução do acordo.

“Há provas mais do que suficientes da prática ilegal e improba do ex-prefeito, entre elas um vídeo gravado pelo próprio Antônio Gonzaga, com câmera instalada dentro de um veículo onde ocorriam as negociações escusas. O apanhado de elementos contra os réus derruba qualquer argumento orquestrado pela defesa e, havendo a comprovação do ato de improbidade, da conduta dolosa consistente em violação dos princípios constitucionais da administração pública, o Ministério Público pediu a condenação dos mesmos nas penas do artigo 12, inciso III, da lei 8.429, de 1992”, ressalta o promotor Paulo Barbosa.

+ Condenados, ex-vereadores de Joaquim Gomes têm direitos políticos suspensos

Penas

Além do pagamento de multa civil de 20 vezes o valor do salário de Prefeito de Joaquim Gomes ao tempo do afastamento do cargo, o juiz entendeu que a suspensão dos direitos políticos de “Toinho Batista”, como é conhecido, deveria ser em grua máximo de cinco anos, pois ele seria o elemento central do esquema de pagamentos, na condição de Chefe do Executivo e responsável pelos repasses a cada vereador.

Já Ledson da Silva, entendeu que a suspensão de direitos políticos deveria se dar em grau mínimo de três anos, pois para ele o réu teria função subalterna ao primeiro acusado. Diante da ausência de capacidade econômica tão significativa, condenou o ex-secretário de Saúde ao pagamento de 10 salários-mínimos vigentes ao tempo do ajuizamento, aplicando-lhe, também, s pena de proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios, incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente,, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de três anos.

O magistrado determinou ainda que as multas civis sejam acrescidas de juros de mora e correção monetária pela SELIC, contadas a partir da data o evento danoso.

*Da Redação com Assessoria

Semarh emite alerta de possível inundação em Santana do Ipanema

O nível do Rio Ipanema está apenas 81 cm abaixo da cota de inundação, que é de 445 cm

Há 1 hora atrás | Johny Lucena | BR104

Ministro da Alemanha comete suicídio preocupado com o coronavírus

Schaefer, de 54 anos, era casado e pai de dois filhos. Ele foi encontrado morto no sábado perto de uma via férrea.

Há 2 horas atrás | Redação

Coronavale: Pagamento de auxílio de R$600 deve ser votado hoje

Após aprovação no Senado Federal o projeto deve ser sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro

Há 2 horas atrás | Redação

Árvore cai e destrói parte do muro da Av. Monsenhor Clóvis em União

A árvore não resistiu as ações da chuva e dos fortes ventos que atingiram o município durante o fim de semana

Há 3 horas atrás | Redação

Covid-19: Polícia invade culto e prende pastor por descumprir decreto

Foram os vizinhos que ligaram para a polícia e registraram a denúncia, temendo a contaminação por coronavírus.

Há 15 horas atrás | Redação

Coronavírus: Sobe para 17 o número de casos em Alagoas

Em União dos Palmares, os 5 casos suspeitos de contágio por coronavírus seguem sem resultado, e por tanto, ainda estão sendo tratados como suspeitos.

Há 16 horas atrás | Redação

Quarentena: com 4 filhos e marido com fratura na perna, mãe pede ajuda

A família é da cidade de União dos Palmares, interior do estado de Alagoas

Há 2 dias atrás | Redação

Coronavale: cerca de 24 milhões de brasileiros poderão ser beneficiados

A medida pode sofrer alterações no Senado ou ser vetada pela presidência

Há 2 dias atrás | Johny Lucena | BR104

União dos Palmares registra o 5º caso suspeito do novo coronavírus

Dados foram divulgados pela Secretaria de Saúde da cidade

Há 2 dias atrás | Redação

Governo de Alagoas anuncia contratação de 400 profissionais da área da saúde

As vagas serão disponibilizadas para médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, assistentes sociais e outros profissionais

Há 2 dias atrás | Johny Lucena | BR104