MP ajuíza ação de improbidade contra ex-prefeito de Atalaia e ex-secretários

Segundo o documento, eles se negaram a fornecer documentos fiscais e contábeis à comissão de transição no final do ano passado, o que, desde aquela época, tem dificultado o trabalho da atual gestão.

Publicado em: 10/05/21 às 11:25 | Atualizado em 11/05/2021 09:09
Por Gustavo Lopes | BR104


Ex-prefeito de Atalaia, Chico Vigário — © Reprodução/Arquivo Pessoal
Ex-prefeito de Atalaia, Chico Vigário — © Reprodução/Arquivo Pessoal

O Ministério Público de Alagoas (MPAL) ajuizou uma ação de improbidade administrativa contra o ex-prefeito de Atalaia, Chico Vigário, e os ex-secretários de Finanças e Administração, Amauri Raimundo dos Santos e Luiz Gustavo de Albuquerque Morais, respectivamente.

Segundo o documento, eles se negaram a fornecer documentos fiscais e contábeis à comissão de transição no final do ano passado, o que, desde aquela época, tem dificultado o trabalho da atual gestão. Além disso, eles não honraram a folha de pagamento dos servidores de dezembro de 2020.

Segundo a investigação, depois de muita resistência, a administração passada cumpriu com a recomendação da Procuradoria-Geral de Justiça e criou uma comissão mista de transição de governo, para que fosse realizado o levantamento documental de todos os atos e fatos orçamentários, financeiros, fiscais e patrimoniais da cidade.

No entanto, apesar do colegiado ter sido composto, o ex-prefeito e seus ex-secretários não forneceram a documentação necessária para a nova gestão, o que fez com que a equipe da prefeita eleita procurasse o Ministério Público para tentar solucionar o problema.

O MPAL – tentando solucionar o conflito extrajudicialmente – deu cinco dias, no início deste ano de 2021, para que a antiga gestão fornecesse os referidos documentos, sob pena de responsabilização cível pelos atos omissivos. Porém, o material requerido não foi entregue em sua totalidade.

Diante do comportamento dos ex-gestores, o Ministério requereu e o Poder Judiciário bloqueou – após decisão do magistrado João Paulo Alexandre dos Santos – os bens dos acusados no valor de R$ 200 mil.

A liminar concedida determina ordens de bloqueios de veículos no sistema de Restrições Judiciais de Veículos Automotores (Renajud), nas quotas de sociedades empresariais das quais os requeridos constem como sócios na Junta Comercial de Alagoas, nos cartórios de registros de imóveis de Atalaia e Maceió e, ainda, no sistema que interliga a Justiça ao Banco Central e às instituições financeiras.

Por fim, o promotor Bruno Baptista, que comandou a investigação, pediu a condenação dos três acusados pela prática de atos de improbidade administrativa.

*Com informações do MPAL

MCZ Cast: Podcast vai discutir ações na capital alagoana

De acordo com o secretário de Comunicação da capital, o podcast vai trazer credibilidade, agilidade e transparência.

Há 8 horas atrás | Johny Lucena

Mulher é presa após confessar ter dopado filho e jogado corpo em rio

Em depoimento à Polícia Civil, a genitora alegou que o menino era "teimoso, mal educado e que se negava a comer".

Há 8 horas atrás | Gustavo Lopes | BR104

Caso Fabiano: Advogado se retrata sobre acusações contra policiais

A medida é decorrente de uma audiência de conciliação entre ele e dois cabos do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran).

Há 8 horas atrás | Gustavo Lopes | BR104

Renan Filho assina decreto que moderniza leis do setor atacadista no estado

A assinatura aconteceu em uma solenidade no Palácio República dos Palmares.

Há 8 horas atrás | Redação

Ex-servidor público denuncia abandono de arquivos da Prefeitura de União

Após precisar de documentos específicos, Jairo foi informado de que não poderia tê-los em mãos no momento.

Há 9 horas atrás | Johny Lucena

Homem fica ferido após cair de moto no Centro de União dos Palmares

O acidente aconteceu nas imediações da Praça Padre Cícero. A vítima, de 34 anos, sofreu ferimentos leves e foi levada para o HRM.

Há 9 horas atrás | Gustavo Lopes | BR104

Messias convoca servidores da Educação para tomar 2ª dose da vacina contra Covid

Atualmente, o município está vacinando o público geral com idade a partir de 25 anos.

Há 9 horas atrás | Johny Lucena

TRE-AL vai julgar recurso de Flávio Moreno contra 36 candidatos do PROS

Moreno propôs uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) por abuso de poder e fraude à lei.

Há 9 horas atrás | Redação

Doença da “urina preta”: Dois casos são investigados em Alagoas

As vítimas estão internadas em um hospital particular da capital. Elas teriam consumido peixe durante um almoço em um restaurante na Massagueira, em Marechal Deodoro.

Há 13 horas atrás | Gustavo Lopes | BR104

Murici avança de fase e começa a vacinar a população a partir de 25 anos

A imunização deste grupo de pessoas acontece no Posto Central e na Central de Vacinação.

Há 13 horas atrás | Johny Lucena