publicidade
publicidade
Justiça

Justiça marca audiência no processo de Paulo Dantas contra Baixinho Boiadeiro

Baixinho acusou Paulo Dantas e sua esposa, Marina Dantas, de serem os mandantes da morte de seu pai em 2017.

Publicado: | Atualizado em 29/12/2021 15:49


Deputado estadual Paulo Dantas  -  @Reprodução
Deputado estadual Paulo Dantas - @Reprodução
publicidade
publicidade

Está marcada para o dia 20 de abril de 2022 a audiência do processo que o deputado Paulo Dantas (MDB) pede a condenação de José Marcio Cavalcante de Melo, o Baixinho Boiadeiro, por calúnia e difamação. O processo tramita na 10ª Vara Criminal da Capital, cujo titular é o juiz George Leão de Omena.

Baixinho Boiadeiro acusou o deputado estadual Paulo Dantas (MDB) de ser o mandante da morte de seu pai, Adelmo Rodrigues de Melo, o Neguinho Boiadeiro, assassinado em novembro de 2017, em frente à Câmara Municipal de Batalha.

Em fevereiro de 2018, Baixinho gravou um vídeo acusando Paulo Dantas e sua esposa, a prefeita do município de Batalha, Marina Thereza Cintra Dantas (MDB), de serem os autores intelectuais da morte de seu pai.

Ele chegou a gravar um áudio dirigido ao governador Renan Filho, pedindo a prisão do parlamentar: “Não acoberte esses bandidos chamados Paulo Dantas e Marina Dantas. Deixe o doutor Paulo Cerqueira prender estes dois assassinos”, diz ele em um trecho do áudio.

Dantas se pronunciou pouco tempo depois do áudio começar a circular e anunciou que entraria na Justiça contra o Baixinho Boiadeiro por calúnia e difamação.

“Eu não aceito ser acusado de um crime por este criminoso. Nossa família é de paz. Podem examinar nossa trajetória”, disse ele, à época.

A denúncia feita na Justiça por crimes contra a honra foi apresentada em maio de 2019, e a primeira audiência de instrução foi marcada para 16/04/2020, mas acabou sendo cancelada.

Dependendo da situação da pandemia, a Justiça determinará se a nova audiência ocorrerá presencialmente ou de forma virtual.

veja também

O objetivo do acordo foi facilitar e dar celeridade ao pagamento dos credores trabalhistas inscritos no processo falimentar | © Assessoria
Justiça
Dívidas de credores trabalhistas da Laginha devem ser quitadas nas próximas semanas

Anúncio veio após reunião no TRT, que renovou o acordo de cooperação institucional entre o órgão e a 1ª Vara de Coruripe.


Viaturas da Polícia Civil | © Márcio Ferreira/ Secom
Justiça
Justiça de Alagoas nega pedido para determinar retomada do concurso da PC

O juiz entendeu que não foi demonstrado risco de danos aos cofres públicos, nem a falta de motivação do ato que anulou provas.


Promotor Dadado, Juiz Alberto Ramos e Géo Cruz - Redes sociais
Justiça
O ex-prefeito de Ibateguara que é amigo do juiz e do promotor

Geo Cruz participou da confraternização do Poder Judiciário a convite do juiz.


Bolsonaro e Silas Malafaia - reprodução
Justiça
Homem se passa por Silas Malafaia e denuncia autoridades com foro no MPF

O falso Malafaia fez pelo menos 6 Denúncias de Fato no Ministério Público Federal.


Hitalo Galvão - @reprodução
Justiça
Caso Hítalo: TJ/AL anula Júri Popular que ignorou provas contra marchante

O Ministério Público alegou que houve "contradição às provas nos autos"