publicidade
publicidade
Justiça

Homem que matou dono de bar por dívida de R$ 50 é condenado a 26 anos de prisão

O crime aconteceu em 2016 e foi motivado por uma cobrança de R$ 50. A pena foi fixada em 26 anos de reclusão.

Publicado: | Atualizado em 11/05/2022 11:22


Tribunal condena homem a 26 anos de prisão | © Imagem Ilustrativa/Reprodução
Tribunal condena homem a 26 anos de prisão | © Imagem Ilustrativa/Reprodução

Um homem identificado como Maciel de Oliveira, conhecido como Minho, foi condenado pelo Tribunal do Júri da 9ª Vara Criminal de Maceió pelo homicídio de Edvaldo Flor da Silva, popularmente conhecido como China.

O crime aconteceu em 2016, em Maceió, e foi motivado por uma cobrança de R$ 50. Conforme os autos processuais, Edvaldo era dono de um bar no Conjunto Santa Helena, e teria questionado Minho, que naquele momento estaria ingerindo bebidas alcoólicas, sobre sua dívida.

Irritado com a cobrança, o homem foi até a sua casa para pegar uma “peixeira”. Ele abordou China em um beco escuro, onde desferiu 23 facadas na presença da esposa da vítima.

O juiz Guilherme Bubolz Bohm fixou a pena em 26 anos, 6 meses e 7 dias de reclusão, e manteve a prisão preventiva do réu, que foi condenado por motivo fútil, emprego de meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima.

Na sentença, o juiz Guilherme Bohm afirmou que Minho agiu com culpabilidade especialmente reprovável, já que foi em casa e pegou uma faca, indicando ter agido de forma premeditada, contra uma vítima desarmada.

veja também

Supremo Tribunal Federal | © Reprodução
Justiça
STF julga inconstitucionalidade em punições da “Lei Seca”

Caso os ministros do STF considerem que estas leis são inconstitucionais, o futuro da referida Lei Seca pode estar em jogo.


Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes | © Reprodução
Justiça
18 de maio: Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Em Alagoas, o PCJE está realizando uma palestra com o tema "Combater a violência sexual é papel de todos nós".


Klever Loureiro | Reprodução
Justiça
Klever Loureiro reassume presidência do TJAL

Klever Loureiro retornou ao seu cargo de origem, assumindo a presidência do TJAL, após as eleições indiretas para o governo do Estado.


RAFA 2030 | © Reprodução
Justiça
STF lança inteligência artificial RAFA 2030

O STF, além da RAFA 2030, também conta com o robô Victor, que analisa os recursos extraordinários recebidos de todo o país.


Gilmar Mendes e Alexandre de Moraes - @Reprodução
Justiça
Alexandre de Moraes acompanha Gilmar Mendes em voto sobre eleição em Alagoas

Até a publicação desta matéria, apenas 3 ministros haviam votado.