publicidade
publicidade
Justiça

18 de maio: Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Em Alagoas, o PCJE está realizando uma palestra com o tema "Combater a violência sexual é papel de todos nós".

Publicado:


publicidade
publicidade
publicidade
Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes | © Reprodução
Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes | © Reprodução

Instituído pela Lei Federal 9.970/00, o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes” é uma conquista que demarca a luta pelos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes no território brasileiro.

Em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país. O “Caso Araceli” ficou conhecido após uma menina de apenas oito anos de idade ter todos os seus direitos humanos violados. Ela foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade.

O crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje segue impune. A proposta anual da campanha, que neste ano comemora o 22º ano de mobilização, é destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos de crianças e adolescentes.

Em Alagoas, o programa Cidadania e Justiça na Escola (PCJE) está realizando, nesta quarta-feira (18/5), uma palestra com o tema “Combater a violência sexual é papel de todos nós”.

A palestra será conduzida pela juíza Fátima Pirauá, magistrada da Coordenadoria da Infância e Juventude (CEIJ). O tema vai ser abordado para cerca de 300 alunos.

publicidade
veja também

Juíza Lígia Seabra | © Adeildo Lobo
Justiça
União dos Palmares: Juíza Lígia Seabra toma posse no Juizado Especial

A magistrada era titular da vara única de São Sebastião, unidade de primeira entrância com maior entrada de processos.


Júri condena pai e filho a mais de 17 anos de prisão por homicídio | © Reprodução
Justiça
Júri condena pai e filho a mais de 17 anos de prisão por homicídio

Carlos foi condenado a mais de 17 anos de reclusão. Já Luiz, que é pai dele, foi apenado com 18 anos e nove meses de reclusão.


Deputado Davi Davino Filho - @Divulgação
Justiça
Campanha do PP/AL em 2020 usou quase R$ 100 mil de forma irregular, diz procurador

Segundo a Procuradoria Regional Eleitoral, o partido usou quase R$ 100 mil do Fundo Especial para custear campanha de vereadores de outros partidos.


CCJ | © Billy Boss
Justiça
CCJ aprova PEC que prevê o fim da aposentadoria compulsória para juízes como pena

A PEC 163/2012 tem o objetivo de acabar com a pena de aposentadoria compulsória com salário proporcional ao tempo de serviço.


Imagem ilustrativa de homem algemado | © Reprodução
Justiça
Homem que matou outro a facãozadas é condenado a 12 anos de prisão

A decisão foi tomada pelo Tribunal do Júri da 8ª Vara Criminal de Maceió, conduzido pela juíza Lívia Maria Mattos.


publicidade