Interior

Secretários de Marcela Gomes divulgam pesquisa ilegal em Novo Lino

A legislação eleitoral brasileira exige que todas as pesquisas realizadas em anos eleitorais sejam registradas

Publicado:


Marcela Gomes - @Reprodução
Marcela Gomes - @Reprodução

Em Novo Lino, uma cidade localizada na Zona da Mata de Alagoas, secretários municipais divulgaram uma pesquisa eleitoral sem o devido registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o que contraria as normas estabelecidas pela Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997) e pela Resolução nº 23.600/2019 do TSE.

Não se sabe quem encomendou a pesquisa, que aparentemente visa favorecer a prefeita Marcela Gomes de Barros, em meio a uma onda de rejeição por parte do eleitorado devido à gestão dos serviços de água e esgoto e ao não cumprimento de promessas eleitorais.

A legislação eleitoral brasileira exige que todas as pesquisas realizadas em anos eleitorais sejam registradas na Justiça Eleitoral cinco dias antes de sua divulgação, sob pena de multa que varia entre R$ 53.205 e R$ 106.410 para os infratores.

Entre os divulgadores do levantamento ilegal estão Paulo Neto, secretário Municipal de Educação; Maria Paulino, diretora da Escola Municipal de Educação Básica Maria Angélica Dias; Yan Carlos, secretário Municipal de Cultura; Dede Soares, secretário de Indústria e Comércio; e Thiago Aleixo, diretor de um posto de saúde local, que recentemente foi alvo de uma denúncia de homofobia apresentada ao juiz Jonathan Pablo Araújo, da Comarca de Colônia Leopoldina.

A divulgação de pesquisas eleitorais sem registro junto ao TSE não apenas configura uma violação às normas eleitorais, mas também pode levar a sanções legais severas para os envolvidos, incluindo a possibilidade de detenção de seis meses a um ano, além da já mencionada multa.

A Justiça Eleitoral, que não exerce controle prévio sobre os resultados das pesquisas ou sua divulgação, permite que o Ministério Público, candidatos, partidos políticos, coligações e federações de partidos tenham acesso ao sistema de controle e fiscalização da coleta de dados das pesquisas e possam impugnar o registro ou a publicidade de pesquisas irregulares.


Comentários


    Entre para nossos grupos

    Telegram
    Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
    WhatsApp
    Entre e receba as notícias do dia
    Entrar no Grupo


 
 
 
Especiais

Especial
Livro ensina técnica de leitura usada por Sherlock Holmes para expandir a memória

Aprenda a Melhorar sua Memória, Lendo até 10 Vezes Mais Rápido e Retendo Até 100% do Conteúdo


veja também

Boleto da Verde Alagoas | © Johny Lucena
Interior
TJ obriga Verde a regularizar abastecimento e a devolver o dinheiro de quem pagou fatura sem ter água

Caso a Verde Ambiental Alagoas não cumpra com as obrigações dentro do estipulado período de 30 dias, enfrentará uma penalidade financeira de R$ 10 mil por cada dia de atraso


Vitima com hematomas - @Reprodução
Interior
Homem é preso após espancar e tentar cortar os dedos da esposa com alicate em Novo Lino

m uma audiência de custódia realizada nesta segunda-feira (19), foi concedida ao agressor liberdade provisória.


Prefeito de Colonia Leopldina, Manuilson - @Reprodução
Interior
Prefeitura de Colônia Leopoldina é processada por transtornos causados pela Verde Alagoas

O processo segue em trâmite, aguardando as próximas etapas conforme estabelecido pela justiça. 


Entrada da cidade de Ibateguara — © BR104
Ibateguara
Uma mulher e dois homens são presos em Ibateguara por tráfico de drogas

Os três adultos foram detidos e conduzidos ao Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) de Murici para os devidos procedimentos legais.


Mãe com a criança no colo - @Reprodução
Interior
Mãe em surto psiquiatrico faz filho de 5 anos refém com faca no pescoço

O caso aconteceu no povoado Bom Sucesso, localizado em Coruripe, interior de Alagoas.