publicidade
publicidade
Geral

Procurador do Estado ataca jornalistas alagoanos: ‘vagabundos’; Sindjornal emite nota de repúdio

Procurador fez a publciação em sua rede social na última sexta-feira (25)

Publicado: | Atualizado em 31/01/2019 07:48


Procurador fez a publciação em sua rede social na última sexta-feira (25) (Crédito: Reprodução)
Procurador fez a publciação em sua rede social na última sexta-feira (25) (Crédito: Reprodução)

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Alagoas (Sindjornal) e a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) emitiram, nesta quarta-feira (30), uma nota de repúdio à declaração que o procurador do Estado, Márcio Guedes, publicou em uma rede social.

Na postagem, o procurador refere-se aos jornalistas alagoanos como ‘vagabundos’. “Estou dizendo. Já disse e os vagabundos dos jornalistas alagoanos não querem ouvir. Pinheiro é a Mariana e Brumadinho de AL”, afirmou Guedes, em seu perfil, no Facebook.

Em nota, o Sindjornal afirma que a ”declaração açodada configura um dano moral coletivo a todos os jornalistas do nosso estado, e que chamar a todos de ‘vagabundos’, de forma generalizada, traz em si elementos que podem configurar crime de injúria e difamação.

A nota ressalta ainda o papel importante da imprensa na cobertura dos fatos relacionados ao bairro do Pinheiro, em Maceió. “… Os jornalistas alagoanos têm cumprido papel importante nesse processo, como porta voz da população na busca de explicações e ações do poder público, no sentido de adotar as medidas cabíveis de proteção e amparo às famílias envolvidas no drama vivido no bairro, e de cobrar investigação, respostas e identificação das causas e dos causadores do problema”.

O Sindjornal reafirmou o compromisso com os jornalistas e chamou atenção para o desrespeito com as vítimas da tragédia de Brumadinho. “É inaceitável que um ser humano, diante do drama e sofrimento vividos por centenas de famílias, busque, simplesmente, de forma egoísta, garantir sua notoriedade pessoal. É ainda mais triste e bizarro presenciar que tal atitude parte de alguém com função pública e formação jornalística.

Pior, ao invés de se retratar, após as reações nas redes sociais, o jurista preferiu reeditar sua postagem, e tentar fazer de conta que não foi bem isso que publicou. O Sindjornal tem o ‘print’ da postagem inicial. E não vai aceitar calado os ataques desferidos contra os jornalistas alagoanos.

Nossa categoria merece respeito e estamos vigilantes em defesa do Jornalismo e dos Jornalistas”.

*com assessoria

veja também

Drª Fátima Santiago | © Reprodução
Geral
Ginecologista e ex-vereadora Fátima Santiago é pré-candidata a deputada federal

A médica ginecologista atende em vários municípios do interior de Alagoas, inclusive em União dos Palmares e Branquinha.


Testemunhas de Jeová | © Reprodução
Geral
Congresso mundial online reunirá milhões de pessoas para falar sobre “paz”

O congresso mundial das Testemunhas de Jeová 2022, com o tema "Busque a Paz", vai dar a reposta para os desafios encontrados nos últimos dias.


Motorista tentando atropelar gari | © Reprodução
Geral
Motorista tenta atropelar garis após se envolver em acidente

O condutor do veículo Astra não se conteve e saiu do carro agredindo verbalmente os trabalhadores.


Ex-ator Cabeção ameaça pai de morte | © Reprodução
Geral
Em vídeo, ex-ator “Cabeção” ameaça pai de morte com um bastão

O vídeo foi removido das redes sociais do ator, mas chegou a viralizar nesta segunda-feira (6/06).


Dinheiro apreendido pela Polícia Civil | © Reprodução
Polícia
PC prende 6 pessoas acusadas de aplicar golpes no WhatsApp em Goiás

A polícia capturou um dos suspeitos em via pública apenas de cueca. Ele tentou fugir por uma das janelas da residência onde mora.