O que aconteceu com padre que chamou pobres de ‘miseráveis’ em Santana do Mundaú

Em 2019, Givaldo Rocha se envolveu em uma polêmica após um vídeo em que aparece se referindo aos pobres como “raça miserável”

Publicado em: 14/01/20 às 10:57 | Atualizado em 14/01/2020 15:24
Por Redação


Givaldo Rocha apareceu em um vídeo se referindo aos pobres como “raça miserável” — © Divulgação
Givaldo Rocha apareceu em um vídeo se referindo aos pobres como “raça miserável” — © Divulgação

Geral — Em janeiro de 2019, o padre Givaldo Rocha, até então pároco da Igreja Matriz de Sant’Ana, em Santana do Mundaú, se envolveu em uma polêmica após um vídeo em que aparece se referindo aos pobres como “raça miserável”; motivo pelo qual também acabou expulso da Arquidiocese de Maceió.

A gravação foi postada na página da paróquia no Facebook no dia 20 de janeiro, quando estavam acontecendo os festejos alusivos à Padroeira da cidade. Durante o encerramento da festa, o padre emitiu uma fala que escandalizou centenas de fiéis que participavam da celebração.

No vídeo, que acabou viralizando entre os internautas, mostra quando o então líder da igreja local emite uma fala considerada preconceituosa ao tecer críticas a comerciantes e moradores da cidade. Em dado momento, ele classificou o povo pobre como ‘raça miserável’, proferindo palavras que soaram de forma pejorativa.

“Eu costumo dizer que a igreja fez a evangélica opção preferencial pelos pobres, mas pense numa raça miserável de lidar, é pobre. Com todo o respeito. Eu digo a vocês, são vocês, os pobres, que mantêm a igreja, mas quando eu digo pobre é, sobretudo, aqueles que querem somente se beneficiar. É uma vergonha!”, disse o padre.

“Nunca vi uma procissão tão mal organizada por causa da teimosia dos filhos de Santana do Mundaú e dos visitantes. A desorganização começa pelos filhos de Santana do Mundaú que prometem uma coisa e não cumprem”, continua.

O fato chegou ao conhecimento da Arquidiocese de Maceió, que proibiu o padre de celebrar missas no território alagoano e promoveu sua devolução para a paróquia de origem, onde ficaria à disposição da arquidiocese sergipana, responsável por julgar se ele perderia ou não a batina.

Confira, na íntegra, nota da Arquidiocese

A Arquidiocese de Maceió comunica que o padre Givaldo Rocha de Santana, da Diocese de Propiá, em Sergipe, que exercia a função de administrador paroquial na Paróquia Senhora Santa Ana, na cidade de Santana do Mundaú, não é *incardinado no Clero da Arquidiocese de Maceió. Portanto, o sacerdote estava no território arquidiocesano em experiência pastoral.

E, agora, por ordem do Arcebispo Metropolitano de Maceió, Dom Antônio Muniz Fernandes, no final do mês de fevereiro do corrente ano ele retorna a sua diocese de origem, em Propiá-SE.

*INCARDINAÇÃO: Termo jurídico canônico usado pela Igreja para exprimir o vínculo jurídico do sacerdote com a Arquidiocese.

Outras polêmicas

Essa não foi a única polêmica que envolveu o pároco. “Você vai com roupa de um jeito, eu vou de outro e ele vai de outro. Ele disse com um homem: ‘rapaz, não tem outra roupa pra se vestir não pra vir a uma missa?’”, disse um mototaxista. “Outro dia, ele foi batizar um menino aí na igreja e quando terminou, só fez jogar a água na cabeça da criança e dizer: ‘tá bom, satanás, já está batizado”, contou outra testemunha.

Ainda segundo relatos, Givaldo teria gritado na rua que ninguém o tirava do município. “É cheio de piadinha mesmo ele. Isso não existe. E ele gritou ai que ninguém tinha a moral de tirar ele daqui não. Disse que só quem tirava ele daqui era o bispo. Você vai pra uma missa, como eu fui, e ouvir um padre dizer que quem tivesse suas moedas levasse pra casa. Não é a primeira e nem a segunda vez não”.

Por onde anda?

Prestes a completar um ano do caso, o que aconteceu com o padre Gilvado Rocha? A polêmica mudou o rumo de sua vida e o fez largar a batina. Ele tem 55 anos de idade, é de origem sergipana e estava prestes a completar 25 anos de sacerdócio.

Recentemente, o ex-padre terminou a faculdade de arquitetura em uma instituição particular na cidade de Maceió, capital alagoana, onde mora atualmente e hoje se dedica a profissão.


Presidente da Câmara de União dos Palmares testa positivo para Covid-19

O vereador Elvinho contou ao BR104 que sua esposa também testou positivo para a doença

Há 29 minutos atrás | Redação

Renan Filho defende Bolsonaro sobre pedido de impeachment; “nada claro!”

O governador de Alagoas foi questionado sobre a possibilidade de impeachment de Bolsonaro pós pandemia

Há 1 hora atrás | Redação

Renan Filho revela quais medicamentos usou quando teve Covid-19

O governador de Alagoas foi acometido da Covid-19 em 25 de abril

Há 2 horas atrás | Redação

Auxílio Emergencial: Governo volta a cogitar parcelas de R$200

O secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues Júnior, falou sobre a possibilidade da prorrogação do benefício

Há 3 horas atrás | Redação

Prefeitura de União dos Palmares firma convênio com laboratório para testes de Covid-19

Funcionando no prédio da Cedlab em União dos Palmares, os pacientes poderão ter resultados de seus exames dentro de 24 horas.

Há 5 horas atrás | Redação

AL vai receber R$327 milhões para o combate ao Covid-19: Confira quanto vai para sua cidade

O Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus para estados foi sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro

Há 5 horas atrás | Redação

Com 4 óbitos por Covid-19 em Ibateguara, prefeito ignora riscos e abraça apoiadores

Geo Cruz apareceu abraçando apoiadores, o que vai contra as normas da OMS

Há 6 horas atrás | Redação

PC/AL cumpre mandados de busca e apreensão nesta quinta-feira (28), em Maceió

A operação tem investigado durante três meses um grupo de criminosos que vem praticando assaltos contra motoristas de aplicativos na capital

Há 6 horas atrás | Johny Lucena | BR104

Jovem é morto em praça pública na madrugada desta quinta-feira (28), em Arapiraca

O jovem que tinha apenas 19 anos, andava sozinho na rua Rosendo Lima, em um bairro do município, quando foi surpreendido por dois homens que efetuaram os disparos de arma de fogo

Há 7 horas atrás | Johny Lucena | BR104

MPE/AL cobra explicações sobre distribuição de cloroquina em União dos Palmares

A prefeitura anunciou a entrega de um kit medicamentoso contendo cloroquina para pacientes com síndromes gripais

Há 7 horas atrás | Redação