publicidade
publicidade
Geral

Faltosos têm até quinta-feira (6) para justificar o voto

A justificativa pode ser feita pela internet, no Sistema Justifica, disponível nos portais dos tribunais regionais eleitorais (TREs)

Publicado: | Atualizado em 19/12/2018 08:38


A justificativa pode ser feita pela internet, no Sistema Justifica, disponível nos portais dos tribunais regionais eleitorais (TREs) (Crédito: Reprodução)
A justificativa pode ser feita pela internet, no Sistema Justifica, disponível nos portais dos tribunais regionais eleitorais (TREs) (Crédito: Reprodução)

Para aqueles que deixaram de exercer seu direito de cidadania, está na hora de prestar conta com a Justiça Eleitoral. Encerra-se na quinta-feira (6), o prazo para as pessoas que não compareceram aos locais de votação nas eleições do dia 7 de outubro deste ano, justificarem a ausência no primeiro turno.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), todos que não votaram no primeiro turno precisam regularizar a situação eleitoral. A regularização não é apenas para aqueles que estão no Brasil, mas também para os brasileiros que residem fora do país inscritos para votar, mas que não compareceram às urnas.

Para estes, o requerimento de justificativa eleitoral deve estar acompanhado de cópia de documento oficial brasileiro de identidade e da comprovação do motivo da ausência. A justificativa pode ser entregue nas representações diplomáticas brasileiras ou enviada pelo Sistema Justifica.

+ JHC gastou R$ 1,5 milhão da cota parlamentar; quase metade com publicidade

Quem está no país, a justificativa pode ser feita pela internet, no Sistema Justifica, disponível nos portais dos tribunais regionais eleitorais (TREs), no menu de serviços ao eleitor. Neste caso, o eleitor deve preencher o formulário online, declarar o motivo da ausência e anexar comprovante do impedimento para votar. O sistema emite o protocolo para acompanhamento do pedido.

O eleitor também pode ir a um cartório eleitoral, preencher o formulário disponível nesses locais e nos portais dos tribunais eleitorais. A documentação deve ser entregue pessoalmente em qualquer cartório eleitoral ou enviada por via postal ao juiz da zona eleitoral na qual o eleitor é inscrito. É preciso anexar ao formulário a comprovação do motivo da ausência nas eleições.

O TSE ressalta que para os que não justificarem a ausência nas urnas, ficará impossibilitado de tomar posse em cargo público, matrícula em instituições de ensino superior e emissão de passaporte, por exemplo. Já no caso de servidor público, a regularidade eleitoral é condição para recebimento do salário. Após três ausências consecutivas às urnas, o eleitor tem o título cancelado.

*com informações de assessoria

veja também

Drª Fátima Santiago | © Reprodução
Geral
Ginecologista e ex-vereadora Fátima Santiago é pré-candidata a deputada federal

A médica ginecologista atende em vários municípios do interior de Alagoas, inclusive em União dos Palmares e Branquinha.


Testemunhas de Jeová | © Reprodução
Geral
Congresso mundial online reunirá milhões de pessoas para falar sobre “paz”

O congresso mundial das Testemunhas de Jeová 2022, com o tema "Busque a Paz", vai dar a reposta para os desafios encontrados nos últimos dias.


Motorista tentando atropelar gari | © Reprodução
Geral
Motorista tenta atropelar garis após se envolver em acidente

O condutor do veículo Astra não se conteve e saiu do carro agredindo verbalmente os trabalhadores.


Ex-ator Cabeção ameaça pai de morte | © Reprodução
Geral
Em vídeo, ex-ator “Cabeção” ameaça pai de morte com um bastão

O vídeo foi removido das redes sociais do ator, mas chegou a viralizar nesta segunda-feira (6/06).


Dinheiro apreendido pela Polícia Civil | © Reprodução
Polícia
PC prende 6 pessoas acusadas de aplicar golpes no WhatsApp em Goiás

A polícia capturou um dos suspeitos em via pública apenas de cueca. Ele tentou fugir por uma das janelas da residência onde mora.