Em jogo decisivo, Argentina e Venezuela determinam próximo adversário do Brasil

A partida está prevista para acontecer às 16 horas no estádio Maracanã, quem vencer encara o Brasil na semifinal


Publicado em: 28/06/19 às 9:10 por Johny Lucena | Atualizado em 28/06/2019 às 9:10


Argentina e Venezuela disputam vaga para as semifinais — © Reprodução/Internet

A tarde desta sexta-feira (28) irá protagonizar um confronto bastante acirrado entre Argentina e Venezuela, uma vez que as lembranças dos ‘hermanos’ não são muito agradáveis em relação aos últimos confrontos diante dos venezuelanos.

A Argentina perdeu as últimas três partidas para a Venezuela. Mas, para o camisa 10 da argentina Lionel Messi, o time venezuelano pode ser sinônimo de felicidades. Messi, é a principal esperança para levar a seleção argentina para as semifinais da Copa América.

O estádio Maracanã, será o local do confronto entre as duas seleções nesta sexta, a partida está prevista para iniciar às 16 horas (horário de Brasília).

Diante da Venezuela, Messi exerce seu papel de carrasco. Em oito confrontos entre as duas seleções, Messi participou diretamente de 10 gols, chegando a marcar 4 vezes e deu 6 assistências. Esses números fazem a total diferença, preocupando os venezuelano que sabem que o argentino pode definir qualquer partida.

+ Brasil garantiu nos pênaltis vaga para as semifinais da Copa América

É possível enquadrar uma das melhores atuações de Messi diante da Venezuela, em um ambiente semelhante ao desta sexta, há três anos e nas quartas de final da Copa América de 2016, o camisa 10 da seleção argentina marcou um gol e deu duas assistência na goleada de 4 a 1 sobre a equipe venezuelana.

Na época, a equipe já erá comandada pelo treinador Rafael Dudamel. Dessa forma o técnico venezuelano sabe que não é qualquer articulação que possa parar os contra-ataques do craque da seleção argentina.

Há um plano coletivo para esse jogador diferente, que se possa travar ao máximo as suas qualidades, dentro de nossa capacidade. Não sou o treinador que desenvolveu uma estratégia que pode contê-lo, não somos nós que vamos fazê-lo. Conter a Argentina de Messi jogando bem futebol, cumprindo as faces do jogo defensiva e ofensivamente, como um time que é competitivo para enfrentar as semifinais. Sofremos há alguns anos nos EUA, mas também aproveitamos jogos nas eliminatórias e há pouco tempo em Madri“, disse Dudamel.

+ Conmebol abre novo lote de ingressos para a próxima fase da Copa América

O técnico venezuelano acredita que precisará superar o melhor jogador de futebol da história, para poder alcançar as semifinais da Copa América. Além disso, o treinador chegou a dizer que considera o Messi o melhor jogador da história.

Para mim, Messi é o melhor jogador de futebol da história. Que ganhe ou não títulos, com tudo que alcançou em sua carreira, passa a ser secundário, já que fora de campo, em sua vida pessoal e familiar, tudo que faz é exemplar.

Quartas de final da Copa América: Argentina e Venezuela

  • Local: Maracanã
  • Data e hora: sexta-feira (28), às 16h (horário de Brasília).