Anderson Silva sofre lesão no joelho, e perde por nocaute para Jared Cannonier

"Desculpa, galera. Nos treinos eu já estava com o joelho machucado", disse o lutador após sair do octógono com dificuldades


Publicado em: 13/05/19 às 13:05 por Johny Lucena | Atualizado em 13/05/2019 às 13:05


Anderson Silva, machucado, sai mancando do octógono (Créditos: Reprodução/Internet)

Parece que Anderson Silva já não tem mais a vitalidade de outros tempos, ou a idade do ex-campeão parece estar pesando ultimamente. Com 44 anos o lutador de peso-médio (até 84kg) entrou em confronto contra Jared Cannonier, no co-evento principal do UFC 237, que aconteceu na madrugada deste sábado (11), no Rio de Janeiro.

Porém, o lutador foi lesionado antes mesmo de terminar o primeiro assalto, o Spider recebeu um chute baixo que lesionou o joelho direito. O combate teve que ser interrompida pelo árbitro central aos 4m47s, e a vitória foi decretada ao americano.

Segundo Anderson Silva, o lesionamento no joelho aconteceu durante a preparação do lutador para o confronto. Anderson mostrou dificuldades de caminhar ao sair do octógono, quando concedeu entrevista a imprensa.

+ Atletas palmarinos de Jiu-jítsu se destacam em campeonato pernambucano

Anderson Silva com dificuldade de andar após lesão (Créditos: Reprodução/Internet)

Anderson Silva com dificuldade de andar após lesão (Créditos: Reprodução/Internet)

Desculpa, galera. Nos treinos eu já estava com o joelho machucado. Não deu para segurar. Desculpa. Desculpa. Desculpa“, disse Anderson Silva, mostrando-se abatido.

Por conta da lesão Cannonier venceu o combate, mas foi fortemente vaiado pelo público presente ao comemorar a vitória. No entanto, mostrou respeito ao seu adversário condenando o comportamento do público que estava assistindo ao combate na Arena da Barra.

Primeiro queria dizer obrigado ao Anderson. Quero agradecer a oportunidade de enfrentá-lo, ele poderia enfrentar qualquer um, e aceitou me enfrentar. Só tenho respeito a ele. Mas a torcida é algo diferente, eles não têm respeito por mim, e eu não tenho respeito por eles”, ressaltou Cannonier.