Aberta as inscrições do Encceja 2019; provas serão realizadas em 611 municípios brasileiros

Prazo para se inscrever vai até 31 de maio. Provas serão aplicadas em 25 de agosto, pela manhã e pela tarde


Publicado em: 20/05/19 às 13:37 por Gustavo Lopes | BR104 | Atualizado em 20/05/2019 às 13:38



Prazo para se inscrever vai até 31 de maio. Provas serão aplicadas em 25 de agosto, pela manhã e pela tarde — © Reprodução

Educação – Estão abertas, a partir desta segunda-feira (20), as inscrições para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja). O exame é voluntário, gratuito e destinado a jovens e adultos que não tiveram oportunidade de concluir seus estudos na idade apropriada para cada nível de ensino.

O interessado deve acessar o sistema do Encceja e preencher um formulário com os dados pessoais. Para certificado do ensino fundamental, o participante deve ter 15 anos até o dia do exame. Já para o certificado do ensino médio, a idade mínima é 18 anos.

As inscrições devem ser feitas pela internet, até 31 de maio. O exame será realizado no dia 25 de agosto, nos turnos da manhã e da tarde, em 611 municípios brasileiros. Também é possível estudar por meio das provas de edições anteriores do Encceja.

Quem se cadastrou para fazer a prova em 2018 e não compareceu deve justificar o motivo da ausência neste ano.

+ Fez a prova do Encceja? Saiba como solicitar o certificado

Provas

O Encceja tem quatro provas objetivas, cada uma com 30 questões de múltipla escolha, e uma redação. No nível Fundamental, a avaliação é feita nestas áreas: Ciências Naturais, Matemática, Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física, Redação, História e Geografia. No nível médio, os exames são: Ciências da Natureza, Matemática, Linguagens, Redação e Ciências Humanas.

Novidades

Pela primeira vez, o exame terá uma versão em Língua Brasileira de Sinais (Libras). Quem já teve laudo médico aprovado em outras edições não precisa apresentar novo laudo durante a inscrição. Participantes surdos, deficiente auditivos e surdocegos devem indicar, durante a inscrição, se usam aparelho auditivo ou implante coclear. Outra mudança é a necessidade de justificar o motivo da ausência na edição passada.

O Inep também informou que quem atingir a nota mínima em pelo menos uma das áreas de conhecimento, mas não em todas, recebe a declaração de proficiência naquela área. Ela não vale como certificado de conclusão dos ensinos fundamental ou médio, mas libera o candidato de ter que refazer a prova sobre essa área nas próximas edições do exame.

+ ENCCEJA 2018: Apenas 36% obtiveram a certificação completa e já podem solicitar certificado

Enem

O novo presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Ribeiro Pereira Lopes, informou na sexta-feira, 17, que o cronograma do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano está mantido.

Os estudantes têm até o dia 23 de maio para pagar a taxa, no valor de R$ 85. Mais de 6 milhões se inscreveram para fazer a prova.

*com Agências