Brasil

Bolsonaro é indiciado por adulteração no cartão de vacinação da Covid

A investigação destaca o nome de Bolsonaro ao lado do tenente-coronel Mauro Cesar Barbosa Cid, ex-ajudante de ordens do ex-presidente

Publicado: | Atualizado em 19/03/2024 10:10


Jair Bolsonaro - @Reprodução
Jair Bolsonaro - @Reprodução

A Polícia Federal (PF) formalizou o indiciamento do ex-presidente Jair Bolsonaro, junto a outras figuras, por envolvimento em associação criminosa e manipulação de dados de cartões de vacina em sistemas públicos. Este passo indica a transição do inquérito para avaliação do Ministério Público Federal (MPF), que determinará a possibilidade de levar o caso adiante no sistema judiciário.

A investigação destaca o nome de Bolsonaro ao lado do tenente-coronel Mauro Cesar Barbosa Cid, ex-ajudante de ordens do ex-presidente, e do deputado federal Gutemberg Reis (MDB-RJ), entre outros.

Confira os indiciados pela PF:

  • Jair Bolsonaro — inserção de dados falsos em sistema público e associação criminosa
  • Mauro Cid — falsidade ideológica de documento público, inserção de dados falsos em sistema público, uso de documento ideologicamente falso, associação criminosa
  • Gabriela Santiago Ribeiro Cid — falsidade ideológica de documento público, inserção de dados falsos em sistema público, uso de documento ideologicamente falso, uso de documento falso em nome de suas filhas Isabela Ribeiro Cid e Giovana Ribeiro Cid
  • Gutemberg Reis — associação criminosa
  • Marcelo Costa Câmara — inserção de dados falsos em sistema público
  • Luis Marcos dos Reis — falsidade ideológica de documento público, inserção de dados falsos em sistema público
  • Farley Vinicius Alcantara — falsidade ideológica de documento público, inserção de dados falsos em sistema público
  • Eduardo Crespo Alves — inserção de dados falsos em sistema público,
  • Paulo Sérgio da Costa Ferreira — inserção de dados falsos em sistema público,
  • Ailton Gonçalves Barros — falsidade ideológica de documento público, inserção de dados falsos em sistema público, associação criminosa
  • Marcelo Fernandes Holanda — inserção de dados falsos em sistema público,
  • Camila Paulino Alves Soares — inserção de dados falsos em sistema público,
  • João Carlos de Sousa Brecha — inserção de dados falsos em sistema público, associação criminosa
  • Max Guilherme Machado de Moura — inserção de dados falsos em sistema público, uso de documento falso, associação criminosa
  • Sérgio Rocha Cordeiro — inserção de dados falsos em sistema público, uso de documento falso, associação criminosa
  • Cláudia Helena Acosta Rodrigues da Silva — associação criminosa
  • Célia Serrano da Silva — associação criminosa

A defesa do ex-presidente, manifestada por Fabio Wajngarten através da plataforma X (anteriormente conhecida como Twitter), criticou o que descreve como uma série de “vazamentos” relacionados ao caso, criticando a abordagem da Polícia Federal no manejo das informações. Wajngarten enfatiza a necessidade de um tratamento mais técnico e procedimental das acusações, em contraponto ao que considera ser um viés midiático e parcial.


Comentários


    Entre para nossos grupos

    Telegram
    Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
    WhatsApp
    Entre e receba as notícias do dia
    Entrar no Grupo


 
 
 
Especiais

Especial
Livro ensina técnica de leitura usada por Sherlock Holmes para expandir a memória

Aprenda a Melhorar sua Memória, Lendo até 10 Vezes Mais Rápido e Retendo Até 100% do Conteúdo


veja também

Enchente no RS | @ Gustavo Mansur/ Palácio Piratini
Brasil
Tragédia no Rio Grande do Sul já deixa 163 mortos

Ainda de acordo com o boletim, o Estado contabiliza 581.643 desalojados e 65.762 em abrigos.


Enchente no RS | @ Reprodução
Brasil
Tragédia no Rio Grande do Sul já deixa 161 mortos

O Estado contabilizou mais quatro mortes nesta quinta-feira (20/5).


Alagoano resgatado - @Reprodução
Brasil
Palmarino é resgatado por bombeiros alagoanos no Rio Grande do Sul

Em um vídeo emocionante publicado nas redes sociais da corporação, é possível ver a emoção de Adeilton momentos após ser salvo.


Enchente no Rio Grande do Sul | @ Reuters/Diego Vara
Brasil
Tragédia no RS já deixa 154 mortos e mais de 600 mil desalojados

De acordo com a Defesa Civil, o Estado contabiliza 540.192 desalojados e 78.165 em abrigos.


Jair Bolsonaro internado- @Reprodução
Brasil
Jair Bolsonaro recebe alta após 12 dias de internação por infecção de pele

Além da erisipela, Bolsonaro também foi internado com desconforto abdominal.