Justiça bloqueia R$ 3 mi de faculdades sem credenciamento do MEC em Branquinha

O valor será utilizado para ressarcir todos os valores pagos e indenizar por danos morais

Publicado em: 26/04/19 às 11:08

Por Redação


O valor será utilizado para ressarcir todos os valores pagos e indenizar por danos morais (Crédito: BR104)
O valor será utilizado para ressarcir todos os valores pagos e indenizar por danos morais (Crédito: BR104)

Branquinha – A Justiça bloqueou, nessa quinta-feira (25), R$ 3 milhões da Fundação de Ensino Superior de Olinda – União de Escolas Superiores da Funeso (Unesf), do Instituto De Desenvolvimento Educacional Religioso e Cultural (Iderc) e da Universidade Iguaçu (UNIG). As faculdades ofereciam cursos a preço popular sem informar que os diplomas não tinham validade.

O pedido de bloqueio foi requerido no começo desta semana pelas defensoras públicas do município de União dos Palmares, Andresa Wanderley de Gusmão e Nicolle Januzi de A. R. Pereira, e aceito pela Justiça.

Conforme o processo, as faculdades atuavam conjuntamente na região de Murici e Branquinha, desde 2011, ofertando graduações a preços convidativos a cidadãos humildes, sem informar aos estudantes que os diplomas emitidos por elas não eram válidos.

O valor bloqueado será utilizado para ressarcir todos os valores pagos e indenizar por danos morais, individualmente, todos os alunos matriculados nos cursos de Pedagogia e Curso Livre em Teologia, ofertados irregularmente pelas mencionadas instituições na cidade de Branquinha.

A decisão liminar determinou a intimação de todos os cartórios de imóveis de Olinda (PE) e Nova Iguaçu (RJ), local em que estão sediadas as faculdades, para averbação da constrição do judicial dos imóveis registrados em nome das faculdades.

Além do bloqueio, uma audiência de conciliação foi marcada para o próximo dia 06 de junho de 2019, no Fórum de Murici.

+ Faculdades que não emitiram diplomas a alunos de União são processadas pelo MP/AL

Conforme informações do Ministério da Educação, o IDERC não pode emitir diplomas de cursos de nível superior e à FUNESO é vedada a oferta de graduação presencial fora do município de Olinda/PE, local de sua sede. Já a UNIG, que é devidamente credenciada pelo MEC, atuava na validação dos diplomas emitidos pela FUNESO, apenas para conferir aparência de legalidade ao ato.

Por não possuírem cadastro no MEC, os cidadãos que estudaram nessas faculdades irregulares não poderão tentar convalidar ou aproveitar os estudos em outras instituições de ensino, visto que o Art. 78, do Decreto 9.235/17 do MEC, veta essa possibilidade.

*com assessoria

Entrega de kits de merenda causa tumulto em União dos Palmares

De acordo com alguns pais de alunos, a direção da escola estaria praticando um tipo de "favorecimento" as famílias que teriam acesso aos alimentos

Há 1 hora atrás | Johny Lucena | BR104

Bolada: Saiba quanto a Globo fatura com seu programa sobre coronavírus

O programa trás boletins sobre o covid-19 no país e no mundo, e repercute a evolução da pandemia.

Há 6 horas atrás | Redação

Comerciantes temem prejuízos ainda maiores após isolamento social

"É como dá um tiro de canhão em um mosquito!", afirma um dos empresários de União dos Palmares

Há 7 horas atrás | Johny Lucena | BR104

Presidente do TJ/AL suspende decreto que reabria comércio em Teotônio Vilela

O decreto foi questionado pela Defensoria Pública Estadual, que o considerou “uma  medida sem competência federativa

Há 7 horas atrás | Redação

Atentado deixa um morto e outro ferido em União dos Palmares

A Polícia Militar foi acionada para a ocorrência, mas ao chegar no local os criminosos já haviam se evadido tomando destino ignorado.

Há 7 horas atrás | Redação

Zé Alfredo distribui peixes em parceria com a prefeitura em União dos Palmares

Foram entregues cerca de 1500 quilos de peixes em comunidades carentes

Há 8 horas atrás | Redação

Covid-19: Prefeito de São José da Laje foge de pandemia e abandona a cidade

Para os munícipes, não ter o prefeito Rodrigo Valença (MDB) na cidade é algo comum

Há 9 horas atrás | Redação

Empresários fazem buzinaço pela reabertura do comércio em União dos Palmares

Em um áudio que passou a circular em grupos de Whatsapp, um dos empresários pede que o ex-governador Manoel Gomes de Barros intervenha nessa situação.

Há 18 horas atrás | Redação

Pacientes com suspeita de coronavírus em União estão internados na UTI

Os pacientes estão internos em uma unidade de saúde da capital.

Há 22 horas atrás | Redação

Presidentes de clubes de futebol alagoano apresentam impasse sobre retomada de jogos

Dirigentes dos maiores clubes de futebol do estado têm visões diferentes a respeito da retomada de jogos com portões fechados

Há 1 dia atrás | Johny Lucena | BR104